sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Resenha: Smirnoff Ice - você já parou para ler o rótulo desta bebida?

Smirnoff Ice é um produto que faz parte da categoria prontas da beber das mais tradicionais do mercado brasileiro, muito comum nas baladinhas, seja qual for o ritmo musical, na praia, no churrasco, onde você quiser. O preço também é bem acessível, especialmente quando você compra em um supermercado. 


Faz um tempinho que eu parei para ler o rótulo da Ice, como ela costuma ser chamada, e me espantei com que que vi. O que você pensa quando ouve falar da marca Smirnoff? Em vodka, é claro. 

Apesar do rótulo indicar que se trata de uma bebida mista, o que prevalece na composição da Smirnoff Ice é, na ordem,: água gaseificada, saquê, açúcar e, só depois, vem a vodka (depois listam os acidulantes, conservantes etc.). 


Outra informação que o rótulo traz é de que se trata de uma nova fórmula, o que não me espantou, pois bem que achei que o sabor da Ice estava diferente, mais suave e o limão menos acentuado - creio que possa ser em função da prevalência do saquê. O teor alcoólico está em 5%.


A minha conclusão é: não pense em Smirnoff Ice como vodka - a concentração deve ser mínima ;). 

Você já parou para ler? É fã de Ice? Veja aqui no blog minhas resenhas de outras bebidas:  Experimentei Mojito e Cuba Libre prontos para beber; a da Opinião: Smirnoff Triple Citrus na caixinha e da Skol Beats Senses, Spirit e Secret

   

domingo, 2 de agosto de 2020

Você viu como o ator A. J. Buckley, o Adam Rossi de CSI NY, está agora?

Resolvi escrever esse post, pois me surpreendi muito esses dias quando reconheci em o ator  A. J. Buckley, o Adam Ross de CSI NY, em seriado sobre guerra e o exército estadunidense no Afeganistão e região. Sabe aquela hora que você olha para a tela e fica pensando: em qual outro seriado eu já vi esse ator?   Bem, foi difícil associar. 

Adam Ross, CSI NY

A.J. Buckley está no seriado do Seal Team, no elenco principal da equipe que se divide entre missões no Afeganistão e estadias com a família nos Estados Unidos. O grupo é liderado pelo ator David Boreanaz (aqui vive o papel de Jason Hayes, mas que é muito conhecido por viver por muitas temporadas o policial do FBI, Seeley Booth, em Bones, depois eu volto a falar dele).  

Voltando ao A.J. Buckley, ele procurou um especialista em fisiculturismo de Hollywood, Eric the Trainer, e se comprometeu com a forma física para viver o papel de um Seal, conforme está nessa matéria. A.J. ganhou muitos músculos e pouca gordura corporal, como você pode conferir na foto abaixo. Muito diferente, não acha? E essa barba?

   
O nome do personagem dele é Sonny Quinn, o mais solitário dos seals (não apareceu sua família até ). Estou assistindo ainda a primeira temporada de Seal Team, mas ele faz o papel de durão, com um sotaque do meio-oeste dos Estados Unidos e, muitas vezes, aparece me cena mastigando um palito de dente, usa um boné, enquanto ouve as instruções da missão. É aquele que procura resolver as situações pela força, pelo tiro, que quer invadir os locais dos resgates.

 
Vocês viram essa mudança? O que acham do novo visual de A.J. Buckley?  Já viram Seal Team? Comentem!

Aproveitem para ler outros posts que escrevi sobre séries, um tema que será mais frequente aqui no blog sobre o seriado Gotham. 

terça-feira, 21 de julho de 2020

Decoração: dicas de como cultivar plantas em casa


Além de decorar ambientes, as plantas também ajudam a purificar, melhorar o astral da casa e trazer mais vitalidade e aconchego aos moradores

A pandemia da Covid-19 vem mudando a relação das pessoas com o local onde moram. Viver em uma casa bem iluminada, ventilada e ampla tem se tornado prioridade para quem passou a ficar mais tempo longe das ruas. E dentro desta tendência do “novo normal” as plantas também passam a ganhar destaque nas residências. Além de deixarem a casa mais bonita, elas preenchem e transformam profundamente o lugar, trazendo a sensação de vitalidade, alegria e aconchego. Também favorecerem o bem-estar e melhoram a saúde física e emocional dos moradores. 

Ana Paula Pimentel, arquiteta do Grupo A.YoshiiCrédito: divulgação
Mas, para escolher a melhor planta, é necessário considerar as condições de luz e umidade de cada ambiente. Segundo a arquiteta do Grupo A.Yoshii, Ana Paula Pimentel, “antes de escolher uma planta para um cantinho específico, preste atenção se bate sol direto naquele ponto e em quais horários, pois, quanto mais próximo do meio-dia, mais forte é o sol. Existem plantas que não gostam de tomar sol direto e plantas que precisam dele. A rega também varia de acordo com a espécie. No geral, prefira plantas adequadas a sua rotina: quantas vezes você consegue regar na semana também é um fator importante na hora de escolher”, explica.

As plantas são seres vivos, e por isso, além de embelezarem o cômodo, elas têm também a capacidade de purificar o ar e melhorar o clima da casa, por isso, são elementos muito interessantes dentro do ambiente, pois se desenvolvem organicamente. Elas podem estar presentes em todos os ambientes da casa, como: sala, quartos, cozinha e inclusive nos banheiros, que aliás, é o ambiente da casa que mais precisa de purificação.

“Elas são vivas e se transformam, gerando formas inesperadas, diferentemente dos outros objetos usados na decoração de interiores. Além dos benefícios para a saúde física, cultivar plantas em casa é encontrar um tempo de calmaria em meio à rotina, se conectar com o natural, com a simplicidade da vida. Esse contato com a natureza em casa, remete a uma sensação de pausa e distanciamento do cotidiano urbano, criando um refúgio dentro do próprio lar”, ressalta a arquiteta.

Plantas para ter em casa


Mas como escolher a planta certa para ter dentro de casa? Segundo a arquiteta, “cada espécie tem suas necessidades e características específicas para que se desenvolvam de maneira adequada, o importante é escolher aquela que melhor se encaixa ao local onde será colocada e a rotina do morador com relação à disponibilidade para os cuidados adequados”, explica. 
Para escolher a melhor planta é necessário considerar 
as condições de luz e umidade de cada ambiente.
Crédito: Ronaldo Ronan Rufino

Veja uma lista de plantas de fácil cultivo e indicadas para ter em casa:

- Samambaia
Estão super em alta na decoração de interiores. Não gostam de sol, mas se dão bem em ambientes quentes. Preenchem o espaço com volume e beleza.

- Suculentas
São muito conhecidas por suas folhas gordinhas e podem ser encontradas em diversas cores e formatos. Só devem ser regadas quando o solo estiver seco e costumam ser as mais escolhidas para ambientes internos. Como oferecem uma grande variedade, formam uma composição linda e criativa. 
Plantas têm a capacidade de purificar o ar e
melhorar o clima da casa

- Babosa
Precisa ser plantada em vasos de tamanho médio a grande, deve ser regada apenas uma vez por semana e precisa de um pouco da luz do sol, por isso os locais próximos a janelas são excelentes.

Costela de Adão
Apesar das folhas grandes, é uma espécie de planta pequena. Se adapta bem a diferentes ambientes, são fortes e resistentes, mas não apreciam luz solar direta. Se adaptam bem em vasos de terra ou de água.

Dracena
A dracena possui aspecto de arbusto, mas, quando cultivada em ambientes internos, conservam portes proporcionais. A planta gera algumas flores e não precisa ser regada com muita frequência. Cresce com facilidade e é ótima para vasos de chão em salas de estar. Para quem procura uma planta para dentro de casa com volume e beleza, é a opção perfeita.


Espada São Jorge
Uma bela espécie para ambientes internos, possui folhas grossas e longas, com tons em verde mesclado. Ajuda a melhorar a qualidade do ar e deixa o ambiente mais fresco. Se adapta muito bem plantadas em vasos.


Plantas podem estar presentes em todos os ambientes da casa,
como: sala, quartos, cozinha e inclusive nos banheiros.Crédito: Ronaldo Ronan Rufino

Leia também este post sobre como deixar o paisagismo bonito com samambaias.

domingo, 12 de julho de 2020

Vale a pena assistir o seriado Gotham?

Eu não sou especialista em cinema, mas gosto de assistir algumas séries. Recentemente, resolvi escrever um post sobre Shades of Blue e, agora, achei que seria legal dar a minha opinião geral sobre o seriado Gotham, que é centrada no personagem James Gordon, um recém-chegado na polícia de Gotham, vivido pelo ator Ben McKenzie - um incansável combatente o crime,  em busca de derrotar os vilões na cidade de Gotham, e a corrupção na polícia e no governo municipal. 

Eu assisti as 5 temporadas na Netflix - pode ter alguns spoilers ao longo do texto, mas não pretendo entrar em detalhes de cada temporada.


Bruce Wayne (David Mazouz) ainda é uma criança quando o seriado começa e cresce ao longo das 5 temporadas, começando a entender o papel que deverá desempenhar no futuro como o super-herói Batman, com sua roupa preta, apetrechos tecnológicos e a apoio de Alfred, seu mordomo e tutor , posição que assumiu após o assassinato dos pais de Bruce (confesso também que não sou, até o momento, uma fã ardorosa de Batman, mas o seriado me trouxe a vontade de assistir aos filmes antigos deste personagem). 

De forma geral, eu gostei do seriado (a gente torce pelo sucesso de James Gordon) e recomendo-o para quem gosta de Batman, apesar de ele aqui ainda estar, como podemos dizer, engatinhando. Mas, os vilões que atormentarão Bruce Wayne já mostram quem são e atrapalham a vida do policial James Gordom, entre eles o Pinguim, o Charada e o Coringa. James Gordon consegue segurar a atenção, ao lado de suas belas namoradas, atrapalhadas e empenho em se manter honesto na luta contra o crime. 

As 3 primeiras temporadas são as melhores - chama a atenção os vilões que nunca morrem, apesar dos ferimentos. Alguns ressuscitam surpreendentemente, por força de experimentos que ocorrem no Asilo Arkham, uma clínica nos quais são internados os psicopatas de Gotham, onde muita ação acontece. 

A gente tenta entender também o envolvimento das Indústrias Wayne em falcatruas e atividades ilegais - Bruce quer desvendar a verdade sobre seu pai. Muitos dos vilões disputam espaço ou trabalham para famílias de mafiosos, uma delas liderada por Carmine Falcone (John Doman).


Ben McKenzie, nosso James Gordon, é o ator que, quando adolescente, foi a estrela de um seriado The O.C. - Um estranho no paraíso - que eu gostava.

Segundo o UOL, Gotham não teve uma sexta temporada por causa da queda contínua de audiência - o que é normal de ocorrer. Se você já assistiu ou pretende assistir, deixe aqui seu comentário.




quarta-feira, 8 de julho de 2020

Saúde - Nutricionista lista 10 alimentos que ajudam na prevenção de doenças crônicas e cardiovasculares


Atualmente, 70% das causas de morte no Brasil estão relacionadas a estas patologias

Já dizia Hipócrates (460 a.C. - 377 a.C.), o pai da medicina: “Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”. A citação é antiga, mas ainda vale para os dias atuais. Refeições balanceadas e ricas em nutrientes podem fazer a diferença para a manutenção da saúde e ajudar na prevenção e no controle de enfermidades.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), 70% das causas de morte no país estão relacionadas às doenças crônicas, como obesidade, diabetes, pressão alta, câncer e cardiovasculares. Para Mariana Nacarato, consultora em nutrição da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI), este dado será menos assustador a partir do momento em que as pessoas se conscientizarem sobre a importância de criar bons hábitos alimentares. “Um estilo de vida saudável, que associa alimentação equilibrada com a prática de atividades físicas, proporciona mais energia e disposição, equilíbrio hormonal, longevidade, regulação do organismo, além de inúmeros outros benefícios ao corpo, diminuindo a chance do desenvolvimento destas patologias”, explica.

Abaixo, a nutricionista lista 10 alimentos e suas propriedades, e dá dicas de como incluí-los no cardápio do dia a dia de forma prática e prazerosa, contribuindo com a saúde. Confira:

1. Cacau em pó: é antioxidante e estimula a dilatação dos vasos sanguíneos, ajudando na redução na pressão arterial. Vale adicionar ao leite, utilizá-lo em receitas de bolos ou consumi-lo em biscoitos e bolos prontos.

2. Pão de forma integral: rico em fibras, colabora com a sensação de saciedade, favorece o bom funcionamento do intestino e ajuda no controle do açúcar no sangue (glicemia). Por este motivo, este alimento é indicado para diabéticos ou pessoas com resistência à insulina (pré-diabetes). Deve ser consumido no café da manhã ou em lanches intermediários.

3. Quinoa: fonte de proteínas, vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes, nutrientes relacionados ao melhor controle de peso e dos níveis de colesterol. Também ajuda no combate ao estresse oxidativo (excesso de radicais livres no organismo, que causam envelhecimento precoce, certos tipos de câncer, mal de Parkinson, entre outros males), reduzindo o risco de doenças degenerativas. Os grãos são versáteis: combinam com saladas, podem substituir o arroz, ou compor a receita de hambúrguer vegetariano e de alguns tipos de pães industrializados.

4. Cúrcuma (açafrão-da-terra): condimento rico em curcumina, um composto com ação antioxidante e anti-inflamatória, que ajuda a controlar o peso corporal e atua na prevenção de câncer e doenças do coração e fígado. De cor amarelada e sabor marcante, esta especiaria é ideal para o tempero de legumes, massas e peixes.

5. Linhaça: um de seus componentes mais importantes é a lignana, que atua nos ajustes hormonais, traz benefícios para mulheres na menopausa, como redução dos sintomas indesejados, e age na atividade anticâncer. A semente pode ser batida em vitaminas de frutas, polvilhada por cima de saladas e sopas ou em pães e biscoitos.

6. Frutas vermelhas e roxas: ricas em antocianinas e flavonoides, compostos com efeitos antioxidantes, anti-inflamatório e com atividade anticancerígena, ajudam na prevenção de doenças do coração, câncer e Alzheimer. Morango, jabuticaba e cereja ao natural são alguns exemplos que combinam com iogurtes e shakes, e podem ser consumidos como geleias no café da manhã ou lanches.

7. Oleaginosas: fonte de gorduras insaturadas, são benéficas à saúde do coração e estão relacionadas com a redução do colesterol. Nozes, castanhas (do Pará ou de caju), amêndoas, amendoim, pistache e macadâmia são deliciosas puras e também como acompanhamento de saladas ou frutas.

8. Chia: contém ômega-3, um tipo de gordura fundamental à saúde e que possui efeito protetor ao coração, além de ser rica em fibras que ajudam a regularizar o funcionamento do intestino. A semente de chia geralmente é usada em vitaminas batidas com frutas e iogurte, e combina com diversas receitas doces ou salgadas.

9. Aveiacomposta por fibras solúveis do tipo beta-glucana que têm efeito de redução da absorção de colesterol, ajudando no controle destes níveis no sangue. Vale preparar um mingau, comer com frutas e iogurte ou consumir em pães, bolos, biscoitos e cookies que contêm o cereal em sua composição.

10. Massa grano duro: quando cozida até o ponto “al dente” e mantida na geladeira por trinta minutos antes do consumo, a massa grano duro forma o “amido resistente”, um tipo de carboidrato que resiste ao processo de digestão e fermenta no intestino, alimentando bactérias locais que são benéficas à saúde. Uma flora intestinal saudável está relacionada com melhor controle de peso e menor risco de desenvolvimento de doenças inflamatórias intestinais e diabetes.

terça-feira, 7 de julho de 2020

Bem-Estar - Nutricionista lista 10 alimentos aliados no combate a ansiedade e a depressão



Taquicardia, sudorese, tremores, fadiga, hiperventilação, esses são alguns dos sintomas físicos provocados pela ansiedade. Geralmente, quando pessoas estão ansiosas optam por trabalhar a respiração, tentam se acalmar de alguma forma, fazem terapia, outras optam por comer o que gostam como um “conforto” por estar passando por aquele momento de tensão. Pensando nisso, a nutricionista do São Cristóvão Saúde Cintya Bassi, listou 10 alimentos de diversas categorias que ajudam no combate aos sentimentos de irritabilidade.

  1. Acelga e espinafre: são dois exemplos de alimentos ricos em magnésio, o que estimula no cérebro a sensação de tranquilidade;
  2. Alface: a folha possui uma substância chamada lactucina, com ação calmante, e ácido fólico, vitamina cuja deficiência se associa à depressão;
  3. Banana: essa fruta tem alto teor de triptofano, que também ajuda na produção de serotonina, portanto, contribui para reduzir sintomas de depressão e ansiedade;
  4. Fibras: para manter em ordem os níveis de serotonina, hormônio ligado ao prazer, é importante que o intestino funcione bem – para isso, consuma fibras como alimentos integrais, farelo de aveia, linhaça, semente de abóbora, entre outros,  e beba água;
  5. Frutas vermelhas: amoras, framboesa, cerejas e outras frutas vermelhas;
  6. Especiarias: o gengibre, é um alimento antioxidante, portanto, reduz os níveis de cortisol combatendo a ansiedade;
  7. Jabuticaba e a uva: são fontes de vitaminas do complexo B, necessárias para o funcionamento adequado do sistema nervoso;
  8. Lentilha, feijões e aspargos: alimentos ricos em ácido fólico atuam no sistema nervoso e ajudam a evitar a depressão colaborando para a produção de serotonina no cérebro;
  9. Probióticos: alimentos como iogurtes e vegetais em conserva são ricos em probióticos, que melhoram a saúde do intestino e reduzem a ansiedade; 
  10. Chocolate: com o teor de cacau deve ser acima de 70%. Já que o cacau possui substâncias semelhantes a anandamida – neurotransmissor conhecido como “substância da felicidade” que atua em áreas que regulam o humor.
Há também aqueles alimentos que são vilões para quem sofre de ansiedade. “É o caso dos energéticos, cafeína, chocolate ao leite, bebidas alcoólicas, refrigerantes, salsichas e outros embutidos, excesso de açúcar e gorduras no geral. Outra dica de alimento para os ansiosos reduzirem o consumo é a carne vermelha, que contém tirosina, responsável pela produção de adrenalina.”, explicou a nutricionista Cintya Bassi.

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Receita de Bolo de Noz-pecã


A Oster, marca norte-americana de eletroportáteis, criou, em parceria com a chef Angélica Vitali, uma receita prática e deliciosa de bolo de noz-pecã para dar um toque especial na hora do lanche ou da sobremesa. Confira!

RECEITA

BOLO DE NOZ-PECÃ



Ingredientes:
- 300 gr de farinha de trigo
- 350 gr de açúcar
- 200 ml de leite
- 130 gr de noz-pecã picadas
- 4 ovos
- 1 colher de sopa de fermento

Modo de preparo:
1. Na batedeira Planetária Oster, bata o açúcar e os ovos até obter uma massa fofa.
2. Adicione a farinha de trigo e o fermento.
3. Coloque o leite e bata em velocidade baixa até obter uma mistura homogênea.
4. Acrescente a noz picada.
5. Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por 30 minutos.

Dica: Pique a noz-pecã no liquidificador Oster Delighter.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...