quarta-feira, 18 de agosto de 2021

Tudo o que você precisa saber sobre o sake




Embora o vinho tenha se tornado um clássico da estação, para quem busca inovar com uma bebida que harmonize com pratos típicos do inverno, uma ótima pedida é o sake. O sake já está bem aclimatado às mesas brasileiras: aparece tanto para acompanhar a culinária oriental quanto harmonizando com pratos ocidentais e faz sucesso como a famosa sakerinhas. Entretanto, é difícil encontrar facilmente mais informações sobre a bebida. Por isso, Rodrigo Peca, especialista em sake da Azuma Kirin, marca pioneira com mais de 85 anos de Brasil, preparou uma guia com muitas informações sobre o fermentado japonês, que compartilhamos com você no Glamour e Felicidade. Confere e beba com moderação!


Onde são feitos?

Para começar, tradicionalmente as fábricas que produzem sake são chamadas de Sakaguras e os três principais elementos para a produção da bebida são: agua, arroz e o Koji, específico para a produção de sake, que são microrganismos utilizados para fermentação do arroz. A Azuma Kirin garante a utilização do Koji Japonês especifico para sake, importado do Japão, o que garante qualidade e legitimidade aos seus produtos. O teor alcoólico do sake varia de 13 a 16%.

Como são produzidos?

O processo de produção do sake não é simples, mas começa com o polimento do arroz, que busca conservar apenas a parte central do grão, onde encontra-se o amido. Quanto maior o grau de polimento do grão, mais nobre é o sake. Após o polimento, o arroz cozido ao vapor parte para o processo de fermentação, juntamente com água e o koji, que confere mais complexidade de sabor e aroma à bebida. “Como a fermentação é feita de forma natural, sem adição de aditivos químicos, a qualidade do grão, características da água utilizada e do koji são fundamentais para o resultado final da bebida,” explica Rodrigo Peca.

Confira 6 motivos para eleger o sake como um hit do inverno!


1.É versátil


No inverno, a versatilidade do sake chama a atenção pela possibilidade de preparações quentes, compondo drinks que aquecem o corpo e alma.

2.Bebida leve

Por ser uma bebida fermentada leve, com teor alcoolico equilibrado, o sake não empapuça, tornando o drink um ótimo acompanhamento da refeição.

3.Teor alcoólico na medida certa

Dê adeus às bebidas alcoólicas que ‘sobem’ rápido, como gin, vodka ou cachaça, que têm teor alcoólico variando de 35% a 50%. Ao substituir uma dose de destilado por outra de sake, terá um drink na medida certa de teor alcoólico, cerca de 15%.

4.Custo X benefício

Comparado com outros importados ou destilados, o sake tem um excelente custo, você encontra produtos de qualidade numa média de R$38 a garrafa*

5.Produto nacional

Para o sake, ao contrário de outras bebidas, quanto mais jovem o produto, melhor para ser consumido. Vale apostar então nas marcas nacionais que levam à risca o processo tradicional de produção japonês, como é o caso de Azuma Kirin e conseguem preservar sabor e aroma até o momento do consumo.

6.Fácil de encontrar

Há tempos o sake caiu no gosto do brasileiro, por isso é uma bebida fácil de encontrar nas prateleiras dos supermercados.


Agora, aprenda a harmonizar o sake com os pratos típicos da temporada para transformar o seu inverno!


Comum:
É um sake menos complexo e que passa a sensação mais alcoólica. É incolor, tem sabor neutro e final seco. É ideal para misturas com frutas cítricas e pode ser até usado como substituto do vinho no preparo de algumas refeições. Ele combina com pratos de frutos do mar e sushis.

Soft: Indicado para quem busca um sabor discreto e agradável. Tem aroma suave, é frutado, leve e delicado no paladar.

Dourado: O Dourado é um sake de excelente acidez, aroma fresco e frutado, com sabor suave. É perfeito para consumo puro e se harmoniza bem com pratos de frutos do mar, peixes assados ou lámen. Ou, uma excelente opção para quem quer um sake para combinar com aquele fondue de queijo.
Nama: É uma bebida delicada, frutada e de final cítrico. É um sake que passa por menor processo de pasteurização, o tornando um sake mais sutil e volátil, ideal para quem não abre mão de um sake gelado.

Junmai: o Junmai é o sake sem adição de álcool, toda percepção alcoólica é proveniente de sua fermentação, é mais encorpado e com final de sabor intenso. Para o inverno é ideal, pois combinado com sopas, ensopados ou mesmo frituras fica uma delícia.

Guinjo: Sake Premium, muito aromático, frutado e adocicado, com sabor leve e notas de maçã, combinando muito bem com sushis e sashimis, lámen e caldos de sabor mais suave.


Que tal um drink à base de Amarula? Aqui tem uma receita imperdível. Confira!

Nenhum comentário:

Postar um comentário