4 bons motivos para ler “Mulheres”, de Sylvia Loeb, nas férias de verão

4 bons motivos para ler “Mulheres”, de Sylvia Loeb, nas férias de verão

Que tal aproveitar os dias de descanso para alimentar a mente com uma boa leitura? Em seu novo livro “Mulheres”, a psicanalista e escritora Sylvia Loeb nos presenteia com a história de 26 personagens femininas, vistas sob vários aspectos, não somente pelo que mostram, mas também pelo que não mostram, o desejo insatisfeito, o destino traçado, a solidão.

Veja, a seguir, 4 bons motivos para levar o livro na mala de férias:

1) É um convite à reflexão sobre a condição feminina. Inspirados por mulheres que passaram por sua vida (a autora atende pacientes em seu consultório há mais de quarenta anos), os contos são fictícios mas carregam fragmentos de lindas narrativas com tônica realista, tremendamente fluidas. “São muitas camadas de significação em ambientes ficcionais provocativos, que podem causar identificação e estranheza”, diz Sylvia.

2) As histórias são diversas e cativantes. O leitor é convidado a conhecer a história de Alexandrina, miudinha, que queria tanto casar; as irmãs gêmeas que não conseguiam se desligar uma da outra; Hannah que fugiu de casa pelo ódio da mãe; Aisha que foi viver suas conquistas em terras longínquas; Boor, o homem por quem Hanah se apaixonou e que só lhe trouxe dor; Olga, que traiu suas amigas; Celeste, a professora que, todas as manhãs, pintava suas longas unhas vermelhas; Celia Cruz, a mulher que deu à luz um bebê que não crescia…entre muitas outras!

3) Estimula a representatividade feminina no mercado editorial. Democratizar o acesso à produção literária feminina significa romper com o silenciamento histórico reservado a escritoras mulheres, e dar força a todas que se sentem desencorajadas a produzir obras incríveis, em função dos estereótipos de gênero.

4) É uma oportunidade de fazer um mergulho profundo em si mesma. Por meio da escrita, Sylvia convida os leitores que quiserem adentrar na obra, a explorar as entrelinhas e as gradações da condição feminina, em uma reflexão que vai além das páginas e alcança o âmago de cada indivíduo.

Onde comprar:

Amazon

Oficio das Palavras

Mais sobre Sylvia Loeb:

Aos 79 anos, Sylvia Loeb é psicóloga pela PUC-SP com formação em psicanálise pelo Instituto Sedes Sapientiae. Dedica-se a atender pacientes em seu consultório no bairro de Higienópolis na capital paulista e é uma das fundadoras do movimento “Minha Idade Não Me Define”, que combate o preconceito contra pessoas maduras, chamado de ageísmo.

Sylvia tem quatro livros publicados: Contos do divã: pulsão de morte e outras histórias (Ateliê Editorial, SP, 2007); Amores e Tropeços, (Terceiro Nome, SP, 2010); Heitor (Terceiro Nome, SP, 2012) e Homens (Oficina de Conteúdo, SP, 2017). Mulheres é, portanto, sua quinta obra.

Compartilhar esse artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *