quinta-feira, 16 de junho de 2022

For Life: a série da Netflix deveria ter uma terceira temporada?

Lançada em 2020 e com Curtis “50 Cent” Jackson como produtor executivo, a série For Life - Lutando por Justiça é uma história ficcional, inspirada na vida de um homem real: Isaac Wright Jr., que foi detido por um promotor corrupto e que passou de prisioneiro com sentença de prisão perpétua a advogado.

Isaac Wright Jr. com o ator Nicholas Pinnock, que interpreta um personagem inspirado na vida do advogado em For Life

Com 2 temporadas e 23 episódios, a série For Life, transmitida no Brasil pela Netflix, é protagonizada pelo ator britânico Nicholas Pinnock, que interpreta o presidiário Aaron Wallace, que alega inocência e faz de tudo para conseguir provar isso, inclusive se formar advogado na prisão.

Ele conta com o apoio da diretora do presídio Safiya Masry (Indira Varma), que sai do meio universitário para gerenciar uma prisão e implantar uma gestão mais humanizada. É preciso falar também do apoio que Aaron recebe do ex-senador e ex-advogado Henry Roswell (Timothy Busfield), personagem que continua na segunda temporada.


Elenco da primeira temporada de For Life

O principal inimigo de Aaron Wallace é o ambicioso promotor Glen Maskins (Boris McGiver), que cria muitos obstáculos para esconder detalhes do processo e as testemunhas que colaboraram para que ele fosse preso, mesmo sendo inocente. Glen quer ser eleito Procurador Geral e disputa com a mulher de Safyia. 

Glen Maskins (Boris McGiver)

Aaron era proprietário de uma boate e acabou sendo preso acusado de ser um chefe do tráfico de drogas e traído por seus amigos de infância que estavam de fato envolvidos no crime - os traíras e X9. 

Na prisão, Aaron exerce uma liderança, pois é o representante dos presos junto à direção e tem a confiança da diretora Safiya. Um dos seus amigos na prisão é Jamal Bishop (Dorian Missick), que ele tentará ajudar a ser libertado. Jamal quase morre para ajudar Aaron, ao ser atacado por outros prisioneiros. 



Cenas de violência na prisão são muito mais frequentes na trama do que vemos em Orange is The New Black. O relacionamento de Aaron com a esposa Marie Wallace (Joy Briant) que resolve se relacionar com outro dos seus amigos de infância, a gravidez da filha Jasmine Wallace (Tyla Harris), o pai Marie que acredita que Aaaron é culpado, a corrupção na prisão por parte dos guardas são alguns outros problemas que aceleram os dramas do seriado. 


Joy, Jasmine e pai do neto de Aaron

É preciso falar também do apoio que Aaron recebe do ex-senador e ex-advogado Henry Roswell (Timothy Busfield), personagem que continua na segunda temporada.


Aaron Wallace se arruma para ir aos tribunais 

A questão do racismo estrutural da sociedade norte-americana é tratada na série e também o movimento Black Lives Matter. Lembrando que For Life é uma produção recente, gravada na época do assassinato de George Floyd pela polícia de Minnesota, em 25 de maio de 2020. 

Esse tema está nos episódios da segunda temporada, quando Aaron já está em liberdade - você vai precisar assistir a série para entender os acontecimentos que fizeram com que ele fosse solto. Também não vou falar sobre o triângulo que se forma entre Marie, Aaron e o amigo dele.       

Acredito que a evolução da segunda temporada tenha sido atrapalhada pela pandemia, pois a necessidade de distanciamento social parece ter esfriado a trama. Marie Wallace é enfermeira na história e vive o drama da Covid-19 no hospital no qual trabalha.

Marie Wallace (Joy Briant)


Existem histórias que ficaram sem final em For Life - Lutando por justiça, como a libertação de Jamal. Por isso, gostaria de ver uma terceira temporada, assim como acho que a série MindHunter deveria ter uma terceira temporada

Pensei até em um cruzamento de séries (cross) com Aaron Wallace tentando libertar da prisão e provar a inocência da personagem Taystee (Danielle Brooks) de Orange. O que acham?

Comentem aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário