sábado, 27 de novembro de 2021

Resenha: Restaurante Casa Raw

Coloquei em prática o desejo de conhecer novos restaurantes, nesse momento pós-pandemia (mesmo com essa nova cepa nos rondando). Então, fui com meu namorado e minha irmã almoçar na Casa Raw, um restaurante vegano localizado nas Perdizes (R. Dr. Franco da Rocha, 515). Além do estilo de culinária, eu o escolhi por ser um espaço ao ar livre, entre as árvores e plantas, por ter música ao vivo - bons atrativos para sairmos da rotina depois de meses e meses em casa.



Para a entrada, escolhemos os macios e saborosos bolinhos de falafel, cuja porção era suficiente para dividir entre três pessoas.  



Eu escolhi essa deliciosa lasanha com finas lâminas de palmito pupunha com shitake envoltos em um delicioso molho cremoso de cogumelos e castanha de caju com tomate e um toque de queijo feta para finalizar.

  

Minha irmã foi de Spaghetti de pupunha e abobrinha com molho refrescante a base de tofu, aromatizado com cascas de limão siciliano e sal negro. Servido com cogumelo shitake assado e finalizado com lascas de alho crocante, pimenta calabresa e folhas de rúcula. Lindo e delicioso, mas ela precisou colocar um pouco mais de sal.  

 

Essa foi a aposta do meu namorado: nhoque de abóbora preparado com castanhas do Pará, assado e servido com um suculento molho rústico de tomate finalizado com pesto de manjericão e parmesão da casa. Uma porção generosa e gostosa.


Para beber, eu escolhi o TROPICALIA. um drink delicioso preparado com Cachaça Orgânica Yaguara, abacaxi, gengibre, melado de cana, limão siciliano e capim santo. Muito boa combinação, recomendo!



Para sobremesa, a minha escolha foi a torta de chocolate com base de amêndoas e tâmaras, recheio cremoso de mousse de cacau com laranja, cobertura de chocolate amma, finalizada com nibs de cacau e raspas de laranja. Muito boa a opção, com as notas de laranja.


Pedimos também o Tiramisu, mas não tiramos foto, pois ele estava na embalagem para viagem. De forma geral, não lembrava um tiramisu, pois tinha uma consistência pesada e sem café. Achamos que faltava o gostinho do açúcar (dá para ir de açúcar mascavo ou demerara) e salgado. Minha sugestão seria para reverem a receita, mesmo sendo uma versão plant-based.

Considerações gerais: Como se lê em comentários no Google, o preço do restaurante não é dos mais acessíveis. O valor médio por pessoa vai girar entre R$ 100,00 a 150,00, considerando entrada + prato principal + sobremesa + bebida + couvert artístico. Creio que a melhor opção é ir no horário de almoço durante a semana, pois tem promoção (prato + sobremesa + saladinha).

Para um lugar vegano, faltam opções de suco no cardápio. São apenas 2 combinações que custavam R$ 16,00 quando fomos. Um suco básico de laranja com alguma combinação já ajudaria.  

Até filmei a música ao vivo, mas estava longe da banda e acho melhor não postar (rsrs). Vale a pena comer na Casa Raw? Com certeza, foi uma boa experiência e estou na estrada para ir a outros locais especiais. 

Aproveite e conheça outros posts sobre o universo vegano, como essa receita de Estrogonofe de Couve-flor.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário