sexta-feira, 19 de março de 2021

Para o Dia Mundial Sem Carne (20/03), indicamos esta receita salada de lentilha refrescante

 SALADA DE LENTILHA



Ingredientes:
2 xícaras de lentilha
1 cebola roxa cortada em cubos
2 tomates cortados em cubos
1 abacate cortado em cubos
1 manga cortada em cubos
200g de queijo minas cortado em cubos
2 limões para suco
50ml de azeite
Sal a gosto
Hortelã a gosto

Modo de preparo:

Cozinhe a lentilha em uma panela de pressão com água e sal. Reserve. Junte em um liquidificador o azeite, o suco de limão, a hortelã e o sal. Bata para fazer um molho. Misture todos os ingredientes, regue com o molho e sirva.

Tempo de preparo:
 25 minutos

Rendimento:
 2 a 3 pessoas

Grau de dificuldade:
 Fácil

Fonte:
 Divino Fogão – www.divinofogao.com.br


Experimente também esta receita de Arroz com frutas secas e lentilha.


quinta-feira, 18 de março de 2021

Korin lança Castanha do Brasil orgânica

Rastreabilidade atesta extrativismo legal do produto


A Korin, conhecida no mercado brasileiro por produzir e comercializar linhas orgânicas, sustentáveis e sem uso de transgênicos de produtos de origem animal e vegetal, lança a sua Castanha do Brasil orgânica, semente da Amazônia brasileira, extraída a partir de um processo sustentável, que valoriza o extrativismo legal e atestada pela rastreabilidade que acompanha todo o processo, desde a colheita até as gôndolas dos mercados.

Toda a produção da Korin é baseada na Agricultura Natural de Mokiti Okada, método agrícola sustentável que respeita o agricultor, vivifica o solo e não utiliza adubos químicos ou agrotóxicos, e na produção da sua Castanha do Brasil não seria diferente. Isso garante que os extrativistas das comunidades tradicionais da Amazônia, sendo quilombolas, ribeirinhos e/ou indígenas, tenham uma fonte de renda justa, além de manter a história e as tradições de quem vive no local, promovendo também a conservação das castanheiras da floresta amazônica.

As embalagens da Castanha do Brasil Korin orgânica contam com um QR Code que certifica a transparência em relação à origem do produto nacionalmente, já que a empresa tem o cadastro dos extrativistas, que permite saber quais grupos coletaram a castanha, garantindo que o valor combinado chegue, de fato, para quem coleta, reconhecendo seu protagonismo no processo.

No segmento saudabilidade, a castanha-do-brasil é uma forte aliada na manutenção da saúde. Estudos como o da doutora Orquídea Vasconcelos dos Santos, Estudo das potencialidades da castanha-do-brasil: produtos e subprodutos, em sua tese de doutorado de 2012, da USP – Universidade de São Paulo, indicam que a castanha-do-brasil tem alto percentual em selênio, um importante antioxidante que é relacionado à redução de alguns tipos de câncer, entre outras patologias. Outro destaque é seu percentual em fibras, coadjuvante na prevenção de patologias do sistema circulatório e digestivo. A semente atua também na redução de níveis de colesterol, Alzheimer, entre outras doenças degenerativas.

A Castanha do Brasil Korin é 100% orgânica, livre de gorduras trans, de organismos geneticamente modificados e de sintéticos, mantendo a prática da marca em produzir alimentos orgânicos. Sua embalagem moderna traz um sistema de fechamento zip, que mantém o produto fresco, crocante e altamente nutritivo.

A Castanha do Brasil Korin orgânica pode ser encontrada nas lojas próprias da marca ou nos pontos de venda que podem ser acessados no site, https://www.korin.com.br/, na aba Onde Encontrar.

Aproveito para agradecer a assessoria de imprensa Máxima pelo envio do press kit do lançamento. Eu realmente amo castanhas do Brasil (até bem pouco tempo conhecida como castanha do pará). São frescas e deliciosas (sou da geração que ainda sofria com aquele sistema de quebrar a castanha no Natal). Sucesso para a Korin!



Sobre a empresa - A Korin Agropecuária Ltda., com sede na cidade de São Paulo, possui a unidade produtiva no município de Ipeúna (SP). Fundada em 1994, a empresa baseia toda a produção na filosofia do pensador japonês Mokiti Okada (1882-1955), que preconizou a Agricultura Natural, método agrícola sustentável que respeita o agricultor, vivifica o solo e não utiliza adubos químicos ou agrotóxicos. Sob o slogan “Sua vida com mais saúde”, a Korin produz e comercializa linhas orgânicas, sustentáveis e sem uso de transgênicos de origem animal e vegetal como frangos, ovos, carne bovina, peixe, arroz, café, mel entre outros. A empresa é pioneira no Brasil na produção de frangos e ovos livres de antibióticos, além de oferecer carne bovina orgânica certificada. Toda a produção é realizada por cooperativas e pequenos e médios produtores, incentivando a agricultura familiar e integrando valores ecológicos e sociais para garantir, não apenas a qualidade dos produtos, mas também sua qualidade de origem. No ano de 2017 foi considerada a empresa top of mind em orgânicos, segundo pesquisa encomendada pela Organis e publicada pelo jornal Valor Econômico.


terça-feira, 16 de março de 2021

Abacate tem muitos benefícios e pode ser usado em várias receitas

 

Crédito: Divulgação

Healthy Chef Dani Faria Lima fala da versatilidade da fruta que faz até maionese

Abacate ou avocado é uma das frutas do outono e é muito versátil, podendo ser usado em pratos doces ou salgados. A Healthy Chef Dani Faria Lima utiliza o ingrediente como base no sorvete e até na maionese.

Algumas das propriedades e benefícios do abacate incluem ajuda no colesterol HDL (conhecido como colesterol bom), além de ação anti-inflamatória e benefícios para a saúde cardiovascular. Além disso, a fruta tem em sua composição carotenóides, que também ajudam na absorção do componente nos outros alimentos, atuando como antioxidante.

“O abacate ou avocado contém glutationa, que reduz o efeito do cortisol, hormônio característico do estresse, pode também ser um bom aliado no processo da redução de peso, na desintoxicação do organismo e age como agente anticancerígeno. Outra vantagem no seu consumo está na concentração de fibras que ajudam a regular o intestino, diminuir o apetite e emagrecer”, conta a especialista.

Para quem adora se aventurar na cozinha com uma receita inusitada e funcional, a Chef Dani da dica da receita de maionese e do sorvete com abacate para fazer em casa. Confira!

Maionese de abacate

Ingredientes

·  1 avocado ou ½ abacate maduro

·  100g de amêndoas cruas sem cascas deixadas de molho por 6 horas ou fervidas por 45 minutos

·  1 dente de alho pequeno ralado

·  4 colheres de azeite de oliva extra virgem

·  2 colheres de sopa de Mostarda Dijon

·  Cheiro verde a gosto

·  Sal rosa a gosto

·  Água filtrada para dar o ponto desejado

Modo de Preparo

Processe todos os ingredientes até ficar um creme homogêneo e sem pedaços. Coloque água aos poucos se for necessário. Armazene em geladeira até a hora de servir.

Crédito: Divulgação


Sorbet de frutas

Ingredientes

·  ½ xícara de chá de castanhas de caju deixadas de molho por 12 horas

·  ¼ de abacate ou ½ avocado

·  ¼ de xícara de chá de óleo de coco

·  ½ xícara de chá de leite de coco

·  4 colheres de sopa do adoçante da sua preferência (calda de tâmaras, néctar de coco, açúcar de coco, xilitol, mel)

·  ½ xícara de chá de água filtrada

Frutas a sua escolha:

·  1 manga palmer

·  1 maracujá ou ½ xícara de chá da polpa retirada da fruta

Modo de Preparo

Bater no liquidificador o maracujá com a água e coar para retirar o máximo das sementinhas.

Enxague o liquidificador e bata as castanhas de caju com o leite de coco até ficar um creme bem liso. Depois devolva o suco concentrado de maracujá no liquidificador com os demais ingredientes e bata até ficar um creme bem lindo.

Coloque em um pote de preferência mais largo do que alto para congelar por igual, isso vai evitar que demore o congelamento no centro. Deixe no congelador por no mínimo 4 horas antes de servir. Inclusive quando for servir, retire do congelador uns 10 minutos antes para que consiga formar as bolas de sorvete.

Outra dica para o mesmo creme é que ele fica simplesmente divino em formato de mousse. Para isso, ao invés de congelar, basta colocar em tacinhas na geladeira.


Acesse aqui esta outra receita deliciosa de manga com hortelã.

sexta-feira, 12 de março de 2021

Combinação de tratamento com anticorpos da Eli Lilly reduz hospitalizações e morte por COVID-19 em estudo de Fase 3

 

• Novos dados mostram que tratamento reduziu o risco de hospitalizações e morte em 87%

• Os resultados apoiam o uso de bamlanivimabe 700 mg e etesevimabe 1400 mg, as doses autorizadas nos EUA e em vários países ao redor do mundo

A Eli Lilly and Company anunciou hoje novos dados do BLAZE-1, estudo de Fase 3, randomizado, duplo-cego, controlado por placebo, demonstrando que bamlanivimabe (LY-CoV555) 700 mg e etesevimabe (LY-CoV016) 1400 mg em combinação reduziram significativamente as hospitalizações e mortes (eventos) relacionadas à COVID-19 em pacientes de alto risco recentemente diagnosticados com COVID-19. Esses resultados fornecem dados adicionais de eficácia e segurança que apoiam o uso das doses que recentemente receberam Autorização de Uso de Emergência pelo Food and Drug Administration (FDA) dos EUA e um parecer científico positivo do Committee for Medicinal Products for Human Use (CHMP) da Agência Europeia de Medicamentos (EMA).

Este novo grupo participante do estudo de Fase 3 BLAZE-1 incluiu 769 pacientes de alto risco, com 12 anos ou mais, com COVID-19 leve a moderada. Ocorreram 4 eventos (hospitalização ou morte) com pacientes que tomaram bamlanivimabe com etesevimabe e 15 eventos com pacientes que tomaram placebo, representando uma redução de risco de 87%. Bamlanivimabe e o etesevimabe juntos também demonstraram melhorias estatisticamente significativas nos principais desfechos secundários. Esses resultados são consistentes com aqueles observados em outros conjuntos de dados do estudo BLAZE-1: no grupo anterior do estudo de Fase 3, bamlanivimabe 2800 mg com etesevimabe 2800 mg reduziram o risco de hospitalizações e mortes em 70% e no grupo do estudo de Fase 2, bamlanivimabe em monoterapia reduziu o risco de hospitalizações e visitas ao pronto-socorro em aproximadamente 70%. As reduções da carga viral também foram consistentes com o que foi observado no grupo anterior de pacientes do estudo de Fase 3.

Nesta análise do novo grupo do estudo de Fase 3, houve quatro mortes no total, todas consideradas relacionadas à COVID-19 e todas ocorreram em pacientes que tomaram placebo; nenhuma morte ocorreu em pacientes recebendo tratamento com bamlanivimabe e etesevimabe juntos. Nos dois grupos do estudo de Fase 3 que foram analisados até o momento, não houve mortes em pacientes que receberam tratamento com bamlanivimabe e etesevimabe juntos e ocorreram 14 mortes em pacientes que receberam placebo, 13 delas foram consideradas relacionadas à COVID-19. Neste conjunto de dados, o perfil de segurança da combinação bamlanivimabe e etesevimabe foi consistente com as observações de outros estudos de Fase 1, Fase 2 e Fase 3 que avaliaram esses anticorpos.

"Esses resultados positivos reforçam nossas descobertas anteriores e apoiam a dose autorizada de bamlanivimabe 700 mg com etesevimabe 1400 mg. Estes dados significativos - além da recente Autorização de Uso Emergencial concedida pelo FDA, a decisão do CHMP da Agência Europeia de Medicamentos e a recomendação para a terapia como parte das Diretrizes de Tratamento para COVID-19 do National Institutes of Health dos EUA - fornecem aos profissionais de saúde informações adicionais sobre o uso de bamlanivimabe e etesevimabe juntos como um tratamento com potencial para salvar vidas e ajudar aqueles com maior risco de complicações graves relacionadas à COVID-19", disse Daniel Skovronsky, MD, Ph.D., Diretor Científico da Lilly e Presidente dos Laboratórios de Pesquisa da Lilly. "Os resultados consistentes observados em vários grupos deste ensaio ao longo de vários meses, mesmo com o surgimento de novas cepas da COVID-19, indicam que bamlanivimabe com etesevimabe mantém seus efeitos contra uma série de variantes, particularmente aquelas que circulam nos EUA."

A Lilly continua engajada em conversas com agências regulatórias globais para tornar o bamlanivimabe em monoterapia e a combinação bamlanivimabe e etesevimabe disponíveis em todo o mundo. O bamlanivimabe em monoterapia e a combinação de bamlanivimabe com o etesevimabe são autorizados por vias especiais/de emergência, dentro do contexto da pandemia, nos EUA e na União Europeia. Além disso, bamlanivimabe em monoterapia está autorizado para uso emergencial no Canadá, Panamá, Kuwait, Emirados Árabes Unidos, Israel, Ruanda, Marrocos e vários outros países. Por meio do trabalho da Lilly com a Fundação Bill & Melinda Gates, a Lilly está fornecendo doses de bamlanivimabe gratuitamente em Ruanda e Marrocos.

Sobre os esforços da Lilly no enfrentamento da COVID-19

A Lilly está trazendo toda a força de seu conhecimento científico e médico para atacar a COVID-19 em todo o mundo. Estamos combatendo a pandemia com tudo o que podemos: descobrindo possíveis medicamentos para tratar e prevenir a COVID-19, mantendo um suprimento confiável de nossos medicamentos e apoiando pacientes e comunidades em momentos de necessidade. A Lilly está estudando várias abordagens para tratar a COVID-19, incluindo potenciais anticorpos projetados especificamente para atacar o vírus e os medicamentos existentes da Lilly para entender seu potencial no tratamento de complicações da COVID-19.

Sobre a Eli Lilly and Company

A Eli Lilly é uma organização global líder na área da saúde que une cuidado e descoberta para criar medicamentos que melhorem a vida das pessoas ao redor do mundo. Foi fundada há mais de um século por um homem compromissado com a criação de medicamentos de alta qualidade e hoje permanece sendo guiada por essa missão em tudo o que faz. Ao redor do mundo, funcionários Lilly trabalham para inovar e entregar medicamentos que mudem a vida daqueles que precisam, melhorando o entendimento e o tratamento de doenças, e servindo a comunidades com voluntariado e filantropia. Para saber mais sobre a Lilly, acesse www.lilly.com.br

Fonte: Tino Comunicação

Esta matéria também pode ser interessante para sua leitura: Combate ao coronavírus com Luz UV pode prejudicar a visão

segunda-feira, 8 de março de 2021

5 doenças físicas e mentais que a má higiene bucal pode causar


De acordo com a Associação Brasileira de Odontologia, menos de 22% dos adultos têm as gengivas totalmente saudáveis. Além disso, mais de 90% da população mundial irá sofrer alguma forma de doença bucal em suas vidas, que vão desde cáries até doenças periodontais.

“Quando a saúde bucal está deficiente, pode interferir em várias funções do organismo e deixá-lo vulnerável a uma série de doenças, que vão muito além da cárie. Isso porque boa parte das bactérias do organismo humano estão presentes na boca. No entanto, quando negligenciamos os cuidados com a saúde bucal, essas bactérias podem se proliferar e migrar para outros órgãos, por meio da corrente sanguínea, comprometendo a saúde em geral”, explica a Dra. Maria Geovânia Ferreira, dentista, membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE) e da Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais na Odontologia (SBTI).


Confira 5 doenças que podem ser geradas pela falta de higiene bucal:

Endocardite bacteriana

Um dos problemas mais sérios originados da má higiene bucal, a endocardite bacteriana é uma infecção que afeta diretamente o coração, podendo ser fatal. “A infecção causada pelas bactérias bucais pode entrar no sistema sanguíneo por um simples sangramento na boca e atingir válvulas ou tecidos, causando danos ao revestimento interno do coração, sendo um agravante para doenças cardíacas”, diz Maria Geovânia.

Sendo assim, pacientes portadores ou com predisposição a problemas no coração devem consultar o médico e o dentista regularmente e tomar cuidados extras na higiene bucal diária.

Pneumonia e artrite reumática

Seguindo o mesmo processo de infecção da endocardite, as bactérias da boca podem chegar a outros órgãos, como os pulmões e as articulações, causando infecções como pneumonia e artrite reumática. “O mais preocupante é que essas bactérias não são naturalmente encontradas nessas regiões. Dessa forma, elas não encontram resistência natural e, por isso, o tratamento pode ser mais complexo”, alerta a especialista.

Parto prematuro

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Nova York, a bactéria bucal actinomyces pode estimular as contrações uterinas e a dilatação do colo do útero, antecipando o trabalho de parto. A pesquisa mostra que a bactéria pode antecipar em dois dias o parto e reduzir em 60 gramas o peso do bebê.

Ou seja, além de todos os cuidados que a mulher deve ter durante a gestação, o pré-natal odontológico é extremamente importante. Isso porque ocorre uma grande elevação hormonal durante a gravidez, que deixa as gengivas das mulheres grávidas mais suscetíveis a inflamações. Além disso, náuseas e enjoos constantes podem dificultar a higienização oral adequada, aumentando o risco de doenças periodontais.

Diabetes

A diabetes aumenta a propensão para o desenvolvimento de doenças periodontais e inflamações na gengiva, além de outros problemas de saúde bucal, como feridas, perda óssea ao redor dos dentes e boca seca. “Ao mesmo tempo, as doenças periodontais podem agravar o diabetes, criando um ciclo muito perigoso para a saúde geral desses pacientes. Por isso, pessoas que têm diabetes devem ter um cuidado ainda maior com a higiene bucal e manter os índices de glicemia controlados”, frisa a dentista Maria Geovânia.

Ansiedade/estresse

O bruxismo é um dos exemplos da relação saúde mental e bucal. Trata-se de uma disfunção que gera o apertamento ou ranger dos dentes, causada pelos músculos da mastigação. As consequências são lesões orofaciais, desgastes dentários, distúrbios da Articulação Temporomandibular (ATM) e dor muscular.

“A principal causa do bruxismo são problemas psicológicos, especialmente a ansiedade. Quando a ATM sofre algum tipo de alteração, é classificada como Disfunção da Articulação Temporomandibular (DTM). Os principais sintomas são mandíbula estalando, dores de cabeça frequentes e até mesmo problemas na coluna e dificuldade para abrir e fechar a boca. Pessoas com quadros de ansiedade crônica e depressão são aquelas que mais sofrem com a DTM”, relata Maria Geovânia.

Segundo a especialista, o estresse em excesso estimula o organismo a liberar mais toxinas pelo corpo. Essas toxinas, por sua vez, podem afetar os rins, o intestino e outros órgãos, incluindo a cavidade bucal. “Estresse também significa que nosso organismo está liberando mais hormônio cortisol, essencial para manter nosso corpo em atividade e, por isso, é liberado em maior quantidade pela manhã. Porém, em excesso, o cortisol pode causar desequilíbrios no organismo”.

De acordo com a especialista, é importante ficar atento aos sinais, principalmente quem se encaixa nos quadros citados. “Caso você tenha dores na região da face e na cavidade bucal, procure seu dentista imediatamente. Se os problemas tiverem relação com a saúde mental ou física, um tratamento multidisciplinar deverá ser indicado”, finaliza Maria Geovânia.


Aqui no Blog tem outra matéria com uma dica importante de saúde: alimentos que ajudam na prevenção de doenças crônicas e cardiovasculares.





sexta-feira, 5 de março de 2021

Bacalhoada de micro-ondas

 


Criado pelo chef Edu Guedes para a marca, o prato fica pronto em poucos minutos e deixa a ceia natalina mais saudável e leve

O chef e apresentador Edu Guede, assina uma receita de bacalhoada para ser feita no micro-ondas Midea Liva. Além de muito saboroso, o prato fica pronto em poucos minutos. Confira a seguir o passo a passo.

Bacalhoada de micro-ondas 

Ingredientes:

2 batatas médias cortadas em anel grosso.

1 xícara de café de água.

4 folhas de couve.

400 g de lombo de bacalhau dessalgado.

2 tomates cortados em anel grosso.

2 cebolas roxas cortadas em anel grosso.

1 pimentão vermelho pequeno em pedaços.

½ xícara de azeitona verde.

¼ de xícara de vinho branco seco.

½ xícara de azeite.

½ xícara de salsa.

Sal a gosto.

 

Modo de preparo:

Num prato, coloque as rodelas de batata, 1 xícara de água e cubra com filme plástico. Leve ao micro-ondas por 5 minutos. Reserve.

Em uma travessa de aproximadamente 20 cm X 20 cm, coloque as folhas de couve no fundo, cobrindo toda a área. Elas vão preservar a umidade dos ingredientes. Alternadamente, vá colocando sobre as folhas o bacalhau, a batata pré-cozida, o tomate, a cebola roxa, o pimentão e as azeitonas. Depois de tudo acomodado, coloque o vinho, o azeite e o sal, se necessário. Cubra tudo com filme plástico e leve ao micro-ondas por mais 10 minutos. 

Dica: Retire o plástico e deixe mais cinco minutos a receita na função grill. O prato vai ficar mais dourado.

Rendimento: 2 porções 

 

Você não precisa esperara a Páscoa para experimentar esta deliciosa receita de Bacalhau ao Creme.

quinta-feira, 4 de março de 2021

Arroz com Uvas Passas, Castanha e Salsinha

Esta receita é de dar ‘água na boca’.

 


Ingredientes

·        2 xícaras de arroz Urbano

·        4 xícaras de caldo de frango

·        2 colheres de sopa de manteiga

·        1 dente de alho amassado

·        1 xícara de castanha-de-caju torrada(s)

·        1/2 xícara(s) (chá) de uva passa

·        Salsinha

·        Sal e pimenta

·        ½ cebola picada

 

Preparo

Derreta a manteiga, e refoque a cebola e o alho, acrescente o arroz refogue.

Adicione o caldo de frango e deixe cozinhar. Corrija sal e pimenta.

Após desligado acrescente as uvas passa a castanha de caju e a salsinha mexa com um garfo, deixe descansar por uns 10 minutos e sirva.

 

Aqui no Blog já publicamos uma receita criativa de Arroz de Forno. Confere lá.

 


quarta-feira, 3 de março de 2021

Aprenda a receita de Penne Rigate Alla Norma com Pomodoro



Sempre é tempo de aprender uma receita especial e prática para inovar nas refeições do dia a dia. A marca Barilla ensina como preparar um Penne Rigate Alla Norma com Pomodoro, que reúne ingredientes, aromas e sabores mediterrâneos, como molho Pomodoro, berinjelas, alho, manjericão e ricota, a Pasta Alla Norma é um prato clássico da Sicília, e a opção perfeita para degustar nos dias de verão.



Ingredientes:

500g de Penne Rigate Barilla

1 vidro de molho Pomodoro Barilla

2 berinjelas

2 dentes de alho

3 colheres de salsinha picada

100g de ricota

1 ramo de alecrim

Folhas de manjericão fresco

30ml Azeite de oliva extra virgem

Sal, pimenta do reino preta a gosto

Óleo para fritura



Modo de Preparo:

• Cortar as berinjelas em fatias finas ou em cubos médios e distribuí-las em uma assadeira, colocar sal grosso por cima e deixar repousar por uma hora. Logo depois, secar com papel absorvente e fritar em abundante óleo quente. Retirar o excesso de óleo com papel absorvente.

• Colocar a ricota inteira em uma assadeira, passar azeite na superfície, colocar uma pitada generosa de sal grosso por cima e as folhas do alecrim. Levar ao forno por uma hora, até que a superfície comece a dourar. Esperar esfriar e ralar em ralador grosso.

• Cozinhar a massa Barilla em abundante água salgada até 2 minutos antes do tempo indicado na embalagem e escorrer.

• Em uma frigideira antiaderente, dourar o alho picado no azeite, acrescentar o molho, ferver por um minuto, acrescentar a massa, acrescentar duas conchas da água do seu cozimento e cozinhar pelos minutos faltantes. Desligar o fogo e adicionar um fio generosa de azeite. Misturar bem.

• Colocar as porções no prato e, por cima, servir as fatias de berinjela fritas, juntamente com a ricota ralada e as folhas de manjericão.


Rendimento: 6 porções | Nível de dificuldade: Médio | Tempo de preparo: 40 min


Confira a receita de Macarrão ao Ragu de Linguiça Com Molho de Vinho Dom Bosco. Você vai se apaixonar!






terça-feira, 2 de março de 2021

Espinafre: todas as dicas de cultivo

*Por Valter Casarin

 

Quanto à lenda do Popeye… esqueça! O Popeye não ficou forte com espinafre porque, este vegetal contém pouco ferro - alguns vegetais contêm muito mais deste nutriente. No entanto, o espinafre é um excelente antianêmico, porque contém clorofila, ferro e ácido fólico. A reputação do espinafre está bem estabelecida: ele luta maravilhosamente contra a anemia. O espinafre é recomendado sempre que a perda de sangue exigir um impulso, como no período de menstruação intensa, tosse com sangue etc.

 

O espinafre é especialmente rico em nitratos, que depois são convertidos em nitritos quando mastigados pela boca, e em vitamina B9. O espinafre cru é, por sua vez, rico em vitaminas C. Notaremos também uma boa presença de vitaminas E, pró-vitamina A, potássio, cálcio, magnésio e fibras. Esses nutrientes são de suma importância para a saúde de todos nós. 

 


Cultivo de espinafre por seus benefícios

 

O espinafre é um vegetal que cresce muito bem em vaso ou em jardineira no terraço ou varanda. Para cultivar um bom espinafre, você precisa de solo rico e úmido com alto teor de nitrogênio. Importante encontrar um local fresco no jardim, com sombra parcial. Antes de semear, adicione uma pequena quantidade de solo hortícola, esterco ou composto caseiro.

 

Quando você semear, considere a incorporação de um fertilizante mineral ou orgânico. Isto permitirá um bom desenvolvimento do espinafre. É importante a rega frequente em tempo seco.

 

Semeie em fileiras, em sulcos de 2-3 cm de profundidade e separados por 25 cm. Cubra as sementes com terra para envasamento e turfa para reter a umidade, propício à germinação. Porém, no outono, dispensem essa cobertura, que poderá prejudicá-los por um excesso de umidade. Nesta estação, basta cobrir com terra. O espinafre odeia a seca e o clima quente.
 

Fortifique a terra do espinafre com nitrogênio, para isso use fertilizantes ricos neste nutriente periodicamente. Mantenha seu espinafre afastado de pulgões usando alguns produtos caseiros como extrato de urtiga ou sabão neutro em água. Lembre-se: as plantas daninhas ocupam espaço e aproveitam os nutrientes destinados aos vegetais. Portanto, é importante removê-las regularmente.

 

Colhendo espinafre

 

O cultivo do espinafre é fácil e muito rápido. Você pode colher um mês e meio após a semeadura. A emergência ocorre após duas semanas, desbaste as plantas com 10-12 cm de distância, logo que tenham 3 ou 4 folhas.

 

Ao fazer a colheita de algumas folhas regularmente, você promoverá o aparecimento de novos brotos. Se você arrancar a planta inteira, ela não crescerá novamente. Comece com as folhas de cima para deixar a luz atingir as folhas de baixo.

 

O espinafre é bastante exigente por nutrientes, após seu ciclo, ele poderá esgotar a terra. Portanto, você precisará enriquecer o solo com fertilizante para o início de um novo ciclo da planta. Deixe o solo em pousio por pelo menos uma semana antes de plantar ou semear novamente.

 

O espinafre é comido fresco ou cozido e cultivá-lo você mesmo dá um sabor bem diferente do que conhecemos ...

 

* Valter Casarin, engenheiro agrônomo e coordenador científico da iniciativa Nutrientes para a Vida - NPV


Experimente a receita de  Lasanha de espinafre com molho branco. Uma delícia!