quinta-feira, 21 de maio de 2020

Receita - Que tal um Bolo Grancafé para celebrar o Dia Nacional do Café?

Não há combinação melhor do que um bolinho acompanhando um café, não é mesmo? E para este momento, o Chef BorbaHeadChef e sócio proprietário da SinerFood, elaborou uma receita de um bolo que tem um toque de leveza e perfeito para um paladar sofisticado.

Bolo  Grancafé do chef Borba


Tempo de preparo: 60 minutos



Porções: 8 pedaços



Ingredientes:
4 ovos
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de chocolate em pó
1 xícara (chá) de óleo
1 xícara café forte (quente)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento
Manteiga, farinha e chocolate em pó para untar e polvilhar
400g de chocolate meio amargo de boa qualidade
1 xícara e 1/2 de creme de leite fresco.


Modo de preparo: Bolo


Peneire a farinha reserve. Faça um café forte reserve. Com ajuda de uma batedeira bata as claras em neve adicione o açúcar, gemas, café e por fim o óleo. Adicione a farinha aos poucos. E por fim com a batedeira desligada adicione o fermento e mexa delicadamente com um fouet. Coloque em uma assadeira circular untada e leve ao forno a 180 graus por aproximadamente 30 a 45 minutos.
Modo de preparo Ganache



Leve o chocolate em banho-maria e com ajuda de um fouet mexa, após ter derretido misture bem o creme de leite fresco leve para o freezer aproximadamente por 10 minutos. Reserve.

Finalização: 


Retire o bolo da assadeira circular corte ao meio. Divido o ganache duas partes. Recheio com o ganache. Com a outra parte do ganache espalhe por toda a superfície do bolo. Com ajuda de um cortador de queijos raspe o chocolate ao leite sobre toda a superfície do bolo.



Dica do Chef: decore o bolo com cerejas em calda ou trufas de chocolate.

quarta-feira, 20 de maio de 2020

Cuidados - Nazca produz álcool em gel com glicerina


Além de atender a busca de consumidores pelo produto, uma parte da produção será destinada à doação

Para atender a demanda emergencial do mercado e auxiliar nas ações de combate ao coronavírus, a Nazca Cosméticos passou a produzir álcool em gel 70%. Além de ser antisséptico, o produto da linha Origem oferece secagem rápida, tem leve fragrância de erva-doce e conta com glicerina em sua formulação para hidratar e proporcionar sensação de conforto e toque aveludado às mãos. 

Disponibilizado na versão 420g, o produto também será envasado nas próximas semanas em embalagens de 60 e 220g. “A decisão de produzir álcool em gel visa abastecer o mercado, facilitar o acesso ao item que se tornou essencial e auxiliar no combate ao Covid-19 com a doação de parte da produção”, comenta Priscila Almeida, gerente de marketing da Nazca.

A versão 420g está sendo comercializada em pontos de venda físicos e no e-commerce da marca https://www.nazca.com.br/alcool-em-gel/.


terça-feira, 19 de maio de 2020

Saúde - Canal Via d’Ideia, no Youtube, lança série ‘Tirania da Minúscula Coroa: Covid19’ que aborda impactos na Saúde e no cotidiano



O novo coronavírus, gerador da doença Covid19, em apenas alguns meses, deixou o mundo de joelhos. Há uma batalha diária de cientistas que correm contra o tempo para produzir um imunizante (uma vacina). Esse processo, que exige forte dedicação, testes e aprimoramento – leva um certo tempo, mas há esperanças na comunidade científica – que está tentado abreviar pesquisas e buscar uma resposta.

Desde que surgiram os primeiros casos de Covid-19 — inúmeras pessoas têm se perguntando sobre o tratamento e a cura dessa doença. Essas interrogativas conduziram a produção de episódios da série documental a ‘Tirania da Minúscula Coroa:Covi19, que’ aborda os impactos na Saúde. Já está no ar o segundo episódio, que pode ser visto neste link: https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=ahsnvhFUje8

Com depoimentos de médicos que estão na linha de frente, como Dra. Leticia Kawano Dourado, Doutora em Pneumologia pela Faculdade de Medicina da USP Médica e integrante do Instituto de Pesquisa do Hospital do Coração (São Paulo), que está envolvida em estudos de tratamento do Covid 19 no País, do médico otorrinolaringologista Dr. Alexandre Colombini, do pneumologista Dr. Rodrigo Santiago, da médica carioca Dra. Ticyana D’Azambuja, formada na Universidade Federal Fluminense (UFF) e anestesista pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), do infectologista Álvaro Furtado Costa, do Hospital das Clínicas de São Paulo e do Instituto Emílio Ribas, da pediatra Dra. Ana Carolina Leite Hernandez, Especialista e Membro da Sociedade Brasileira de Pediatria e outros profissionais – o capítulo mostra uma nova história sob a óptica destes heróis que, diariamente, enfrentam esse duro combate. 

“Temos aclamados com salvas de palmas, em todos os cantos do planeta, os profissionais de saúde que enfrentam um dos maiores desafios da história recente: atuar na linha de frente no combate ao coronavírus. São os heróis em uma guerra contra um inimigo invisível. Esse capítulo é uma homenagem para todos esses profissionais. Nossa gratidão”, enalteceu o jornalista Gustavo Girotto, direção geral/entrevistas.

Ricardo Sartori, diretor de arte, e Juliano Sartori, diretor de produção, destacam que o novo capítulo ganhou recursos de edição. “Fomos agraciados com um banco de imagens do Oslaim Brito/YouTube nas Ruas, que entendeu a importância do trabalho e, voluntariamente, colaborou conosco. O resultado do segundo episódio nos surpreendeu”, explicaram.

A edição é do Via d’Ideia, trabalho jornalístico de Gustavo Girotto, com colaboração jornalística de Tércio David Braga e orientação de Adalberto Piotto – estreia a série documental ‘A tirania da minúscula coroa: Covid19’. Os capítulos e teasers podem ser vistos pelo canal (https://www.youtube.com/c/ViadIdea).

sexta-feira, 15 de maio de 2020

Saúde - Cuidados com bebês e recém-nascidos na prevenção ao Covid-19


Com certeza você já ouviu falar da famosa “vitamina S”, uma maneira divertida de se referir ao costume das crianças, na fase de explorar o mundo, de levarem tudo o que encontram pela frente à boca. Entretanto, em tempos de coronavírus, essa cena deve ser evitada ao máximo.

A pandemia exigiu que grande parte da população mundial mudasse seus hábitos e se adaptasse a uma nova rotina. Dentro dessas mudanças, a atenção sobre as crianças precisou ser redobrada. Como a COVID-19 é uma infecção transmitidas pelo contato com uma pessoa infectada, medidas higiênicas devem ser tomadas para proteger os pequenos.

Basicamente, os cuidados com recém-nascidos e bebês são semelhantes em comparação aos adultos. Evitar sair de casa, deixá-los em isolamento social com o menor número de contato com pessoas que frequentam ambientes externos, é uma das precauções essenciais nesse período.

 “Como não temos condições de impedir que eles toquem nos olhos ou na boca, por exemplo, esse isolamento é uma maneira de tentarmos evitar que eles entrem em contato com esse vírus”, comenta Fabio Cabar, membro da SOGESP, médico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e professor da Faculdade de Medicina da USP.

 Por ser algo novo, a doença ainda carrega detalhes desconhecidos pelos profissionais de saúde. Aparentemente, bebês saudáveis apresentam risco menor, quando comparados à população idosa ou pessoas com alguma doença clínica, visto que, até agora, são raríssimos os casos reportados de mortes pela COVID-19 em crianças com menos de 10 anos. Já bebês com enfermidades prévias se encaixam no grupo de risco de mortalidade, demandando cuidados intensificados. 

CUIDADOS

Higiene é uma ferramenta indispensável no combate contra o coronavírus. Com crianças por perto, deve-se higienizar o ambiente que eles costumam ficar. Lavar os utensílios com água e sabão, utilizar álcool em gel 70% e manter o chão limpo, pois sabe-se que o vírus sobrevive em superfícies por um período de tempo, são algumas das medidas adotadas. Além disso, é importante evitar ter objetos ao alcance de bebês para que eles não manipulem e levem à boca, tendo contato com o álcool ou, até mesmo, com o vírus.

Segundo Fabio, essas atitudes higiênicas valem para bebês de diferentes idades “Acredito que a maior dificuldade é deixá-los afastados da possibilidade de pegar objetos e levá-los à boca. Os recém-nascidos e bebês mais novos tendem a ficam mais quietas, pois não possuem tanta mobilidade. Os bebês maiores, por sua vez, geralmente exploram mais o ambiente e o cuidado em relação à higiene precisa ser superior”, pontua.
        
As crianças infectadas devem ser levadas ao hospital apenas em casos mais graves. Como é uma doença que ainda não dispõe de um tratamento eficaz, no aparecimento dos primeiros sintomas como tosse, coriza e febre, os pais devem ficar calmos e observar. Se o pequeno estiver bem, mamando ou comendo, ativo, respirando com tranquilidade, não há necessidade de recorrer ao médico.         Entretanto “Se esses sintomas, que são mais comuns, vierem acompanhados de dificuldade respiratória, uma febre duradoura ou que não cede com o uso de antitérmicos, o quadro é mais grave e é preciso buscar ajuda”, afirma Fabio.


AMAMENTAÇÃO

A recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria é que, mesmo com as mães infectadas, a amamentação deve ser mantida com os cuidados necessários. Não existem evidências que o vírus esteja presente no leite materno de mães que contraíram o coronavírus. Porém, como é uma doença transmitida pelo contato, há medidas preventivas básicas para a manutenção do aleitamento materno.

Em caso de mulheres com sintomas ou confirmação da COVID-19, antes de pegar o bebê, elas devem lavar muito bem as mãos e, durante a amamentação, precisam utilizar máscaras cirúrgicas. Em contrapartida, aquelas mães que não têm nenhum indício de sintoma ou suspeita, não precisam ter o cuidado adicional do uso da máscara, mas a higienização das mãos com água e sabão antes de manipular o bebê é indispensável.



Mais notícias sobre transmissão do coronavírus neste link.


sexta-feira, 8 de maio de 2020

Receita: Nhoque de Semolina Assado ao molho Bolonhesa com Antepasto de Pimenta Biquinho com Azeitona Chilena e Mel


Compartilho com você essa receita do chef Henrique Escábia, consultor da marca Sabor das Índias: Nhoque de Semolina Assado ao molho Bolonhesa com Antepasto de Pimenta Biquinho com Azeitona Chilena e Mel.





Tempo de Preparo: 1 hora
Dificuldade: Média
Rendimento: 6 porções
Utensílios: Tábua, faca, caçarola grande, colher de silicone, concha de inox, refratário grande.

Ingredientes

1 litro de Leite
100g de Manteiga
3 Gemas (peneiradas)
1 colher (chá) de Sal
150g de Queijo parmesão ou meia cura ralado
3 xícaras (chá) de Semolina

Molho Bolonhesa

150g de Bacon cortado em cubos pequenos
1 Cebola pequena cubos pequenos
1 talo de Alho-poró (somente parte branca)
1 Cenoura pequena ralada
500g de Carne moída (patinho ou coxão mole)
2 colheres de sopa de Molho Inglês
4 colheres de sopa de Antepasto de Pimenta Biquinho com Azeitona Chilena e Mel, da marca Sabor das Índias
2 latas de Tomate Pelati
Sal
Pimenta do reino
50g de Manteiga

Modo de Preparo Nhoque
1.    Leve ao fogo alto o leite, a manteiga e as gemas até levantar fervura.
2.    Desligue e junte a semolina, a metade do queijo ralado e o sal.
3.    Mexa até obter uma massa homogênea, que comece a desgrudar da panela como massa de coxinha.
4.    Retire da panela, espere amornar, amasse com as mãos para obter uma massa lisa;

Modo de Preparo Molho. 
1.    Em uma caçarola, frite o bacon em cubos até dourar, acrescente a cebola e o alho-poró picados e refogue.
2.    Acrescente a cenoura ralada, refogue um pouco e acrescente a carne moída.
3.    Refogue a carne moída e tempere com o molho inglês, sal, pimenta-do-reino moída e o antepasto de pimenta biquinho com azeitona chilena e mel.
4.    Bata com um mixer ou liquidificador as duas latas de tomate pelati e acrescente a carne moída refogada.
5.    Deixe cozinhar por 20 minutos em fogo baixo.
6.    Corrija o sal e a pimenta se necessário.

Montagem
Em um refratário grande coloque um pouco do molho no fundo, abra 1/3 da massa na espessura de um dedo do tamanho do refratário e coloque em cima do molho, cubra com mais molho bolonhesa, em seguida coloque o outro terço da massa, espalhe molho por cima e coloque a última camada de massa, finalize com mais um pouco do molho e salpique queijo ralado, leve ao forno em fogo alto apenas para gratinar o queijo.

Confira essa receitas de nhoque de banana da terra no blog.

quinta-feira, 7 de maio de 2020

Brasilândia, região de SP com maior número de mortes pela Covid-19, recebeu projeto Máscaras Solidárias no Dia das Mães




Moradores da Brasilândia pedem ações do poder público e reclamam do acesso precário aos serviços de saúde. A região é o sétimo distrito mais populoso da capital, com mais de 260 mil habitantes. Além disso, de acordo com o Mapa de Desigualdade da Rede Nossa São Paulo, a Brasilândia é a região paulistana que tem a segunda maior proporção de residências em favelas, com quase 30% dos moradores.

Por essa razão, o projeto “Máscaras Solidárias – Frases Transformadoras - A Saúde Une Todos” escolheu essa região fez no dia 6 de abril, no Centro de Integração da Cidadania (CIC Oeste), Estrada de Taipas, 990, uma ação solidária simbólica, em prol da proteção de famílias dessa região carente.

O objetivo foi dar proteção para quem sempre protege a todos: as mães! As máscaras de tecido têm frases transformadoras que podem “dar voz” para essas mulheres influenciarem, de forma positiva, as famílias da região.

Números do último boletim da Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Paulo apontam que a região da Brasilândia teve o maior número de mortes por conta do Novo Coronavírus. Em apenas 7 dias, a alta chegou a ser maior do que 60%, com 103 mortes confirmadas. Com kits de álcool em gel, da Coperalcool e de higiene bucal, da Colgate, as máscaras serão entregues às mães das comunidades.

O local escolhido tem dois vieses importantes: as costureiras dessa comunidade fazem parte do projeto e “costuram” amor para mães que vão ser beneficiadas com as entregas; a ação será realizada de forma responsável para a proteção de todos e obedecerá às regras de distanciamento entre uma pessoa e outra, bem como ao uso de máscara, obrigatório em São Paulo.

As 4 mil máscaras de tecido do projeto máscaras solidárias foram doadas graças ao Grupo Carrefour Brasil, primeiro patrocinador do projeto. A rede de supermercados já comprou 40 mil máscaras e destina, neste evento, quatro mil peças para homenagem a estas mães. O vice-presidente de relações institucionais do Grupo, Stéphane Engelhard, disse que “participar de campanhas como esta é a atribuição da empresa: ajudar quem precisa mais. Estamos cumprindo o nosso papel social”.

A Camisaria Alexandre Mendonça, que é responsável pela contratação de costureiras das comunidades, gera emprego e renda para mais de 500 costureiras de São Paulo com a confecção das máscaras. O importante no projeto é que outros empresários possam fazer compras de lotes que fiquem para distribuição do projeto e garantam, assim, outras doações em ações semelhantes à ação do dia das mães. “As compras com números superiores a 40 mil máscaras têm preços ainda mais acessíveis para que muitas outras pessoas possam ter acesso à proteção e empresas possam comprar para doação”, diz Alexandre Mendonça, que também faz questão de ensinar costureiras das comunidades como fazer sua própria máscara.

A transportadora RV ÍMOLA, importante parceira do projeto, fará o transporte dos kits para as mães e acredita na importância de ações solidárias.

OUTRAS INFORMAÇÕES RELEVANTES:
Para adquirir máscaras do projeto e saber mais sobre “Máscaras Solidárias – Frases Transformadoras – A Saúde Une Todos”, basta acessar site:

quinta-feira, 30 de abril de 2020

CACHORRO-QUENTE AO ESTILO TEXANO COM MOLHOS CHILI E SOUR CREAM

A Seara apresenta uma receita saborosa de cachorro quente,  desenvolvida pelo especialista em cachorro quente, Mauricio Tocci, que leva molhos chili e sour cream (se você preferir, prepare só um dos molhos que o sanduíche continuará com uma explosão de sabores).   Confira a receita e bom apetite!




Cachorro-Quente ao Estilo Texano

Rendimento:  24 cachorros-quentes

Molho 1 – Chili

Ingredientes:
  •  1 quilo de carne moída
  • 3 colheres de sopa de óleo de girassol
  • 1 à 2 cebolas picadas finamente (dependerá do tamanho da mesma)
  • 2 dentes de alho finamente picados
  • 1 xícara de molho de tomate
  • ½ xícara de água
  • 3 colheres de sopa com páprica picante
  • 1 colher de café de cominho em pó
  • 1 colher de chá de cacau em pó
  • 1 colher de chá de molho inglês
  • Sal

Preparo:
  • Em fogo alto, refogue ao alho e a cebola em uma panela com o óleo de girassol. Acrescente a carne moída.
  • Quando a carne moída estiver bem cozida e sequinha, acrescente a páprica picante, o sal, o cacau e o cominho, refogue bem.
  • Acrescente a água e o molho inglês. Misture e deixe apurar por 5 minutos.
  • Para finalizar, acrescente o molho de tomate e deixe cozinhando por mais 5 minutos.

Molho 2 – Sour Cream

Ingredientes:
  •  300 ml de creme de leite 
  • 300 gramas de iogurte natural integral de consistência firme
  • Suco de 1 limão taiti
  • 2 colheres de sopa com salsinha bem picadinha
  • Sal
Preparo:
  • Bata bem com um fuê o creme de leite e o iogurte até homogeneizar.
  • Adicione o suco do limão e o sal e misture bem.
  • Adicione a salsinha e mantenha o sour cream refrigerado, garantindo a consistência.
Montagem
  • Sugiro abrir o pão pela coroa, pois assim segura melhor os recheios.
  • Para o rendimento de 24 cachorros quentes serão necessários 60 gramas de molho chili e 30 gramas de sour cream por unidade de cachorro quente.
  • O molho de carne deverá ficar úmido mas firme e sour cream bem cremoso e consistente.

Que mais receita para variar no seu cachorro quente? Veja essa com legumes.

quarta-feira, 29 de abril de 2020

GASTRONOMIA - Receita de Gnocchi de abóbora

A KitchenAid, marca premium de eletroportáteis e acessórios de cozinha, sugere uma receita deliciosa de gnocchi  de abóbora.



Gnocchi de abóbora com pesto de rúcula e queijo de cabra

Ingredientes:

  • 750g de abóbora
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 175g de farinha
  • Gema de ovo
  • 1 receita de pesto de rúcula e queijo de cabra, manteiga derretida e lascas de queijo parmesão
  • Para servir, sal e pimenta preta moída na hora

Descasque a abóbora e corte em pedaços. Leve ao forno durante 30 minutos a 200°C. Utilize o moedor de alimentos KitchenAid, acoplado na Stand Mixer na velocidade 4, para passar a abóbora já cozida. Em seguida coloque em uma panela com manteiga e cozinhe em fogo alto até a abóbora secar. Volte a massa para o bowl da batedeira e adicione a farinha e a gema de ovo. Tempere a gosto e misture utilizando a pá plana na velocidade 2 até obter uma massa homogênea. Leve à geladeira durante a noite.
No dia seguinte, coloque a massa em uma superfície bem polvilhada com farinha e estenda em formato de salsichas longas, com cerca 1,5 cm de diâmetro. Corte em pedaços de 2 cm e pressione o gnocchi ligeiramente com o garfo para criar o padrão característico.
Em uma panela grande com água e sal, espere levantar fervura e adicione o gnocchi. Aguarde o cozimento e em seguida escorra bem. Misture-os com a manteiga derretida e, incorpore o pesto. Sirva com lascas de parmesão.
Rendimento: 4 porções
Aproveite e confira depois aqui no blog a receita de nhoque de mandioquinha.

quinta-feira, 2 de abril de 2020

SAÚDE - Campanha #meditacomigo traz duas lives diárias de meditação coletiva no Instagram para cultivar a calma na quarentena

Há algumas semanas, o mundo tem vivido em estado de alerta por conta do novo coronavírus. O clima de tensão, isolamento e mudanças drásticas na rotina podem gerar sentimentos coletivos de incerteza, medo e ansiedade. A meditação é uma ferramenta importantíssima para reduzir o estresse, gerar calma e ajudar as pessoas a lidar melhor com esse momento tão desafiador. O Positiv App, recém-lançado aplicativo brasileiro de meditação e autoconhecimento, reuniu todos os seus instrutores para lançar a campanha #meditacomigo no Instagram. 

Todos os dias, às 8h e às 20h,  a equipe do Positiv App conduz duas lives no perfil @positivapp e convida um de seus instrutores para uma sessão de meditação guiada ou uma conversa sobre saúde e bem-estar. A primeira transmissão ocorreu no dia 19/03.

Durante a live, Renata contou que quando começou a meditar há 15 anos, queria que todas suas amigas e amigos também meditassem, então passou a montar grupos de meditaçãoAo todo, 159 mil pessoas conferiram a live da meditação guiada por Renata, que durou cerca de meia hora. “Eu amo meditar, faz toda diferença na minha vida, me acalma”, disse a apresentadora Angélica, que é instrutora de uma série de introdução à meditação no Positiv App.

Há milhares de estudos científicos que comprovam a eficácia da meditação diária para a saúde física e mental: redução de estresse, aumento da imunidade, aumento do foco e criatividade. E também estudos que sugerem os benefícios da meditação em conjunto. Como o de uma universidade alemã, que fala sobre desenvolver um comportamento pró-suporte de políticas globais e de contribuir para uma sociedade sustentável, e de uma universidade americana sobre redução da violência nacional durante uma crise econômica

Confira abaixo a agenda das próximas livesda campanha #meditacomigo. A programação também está no perfil @positivapp no Instagram. As lives seguem durante todo o período de quarentena. 


Quarta, 01/04
20h Alinhamento dos Chackras, com Fábio Novo

Quinta, 02/04
8h Ansiedade, Atenção e Auto-Observação com Edu Farah
20h Meditação guiada, com o designer Marcelo Rosenbaum

Sexta, 03/04
8h Meditação Guiada, com Adriana Drulla
20h Para quem quer aprender a meditar, com Julia Faria

Sábado 04/04
8h Agni Hotra - Cerimônia do Fogo, com Dr. Ruguê
20h Meditação com Amanda Oliveira, Instituto As Valquírias

Domingo, 05/04
8h Meditação para equilibrar a energia masculina e feminina, com Renata Mozini, Premananda Yoga School
20h Músicas meditativas para abrir a mente, com Dani Black 

*Programação sujeita a alterações. Acompanhe atualizações pelo instagram @positivapp 



Sobre o Positiv App

Novo aplicativo brasileiro de meditação, o Positiv App traz dezenas de cursos de autoconhecimento e práticas para ajudar todo mundo a meditar: quem quer aprender, os que precisam de um incentivo para praticar mais e também aqueles que já têm a meditação como hábito. Técnicas como Mindfulness, respirações para controle de ansiedade e estresse, práticas de relaxamento para dormir melhor, meditações para lidar com emoções desafiadoras. Além de programas para liderança consciente e Mindfulness no trabalho, foco total, compaixão e alimentação consciente, aulas sobre Ayurveda, e músicas meditativas para ajudar a relaxar, inspirar ou concentrar. 

Um dos principais diferenciais do Positiv App é ter entre os seus instrutores mais de 40 profissionais renomados e professores de diversas culturas, escolas e tradições - do instrutor de Mindfulness com certificação internacional ao cacique indígena que vive no coração da Amazônia. Por isso, o app oferece uma grande variedade de caminhos e conhecimentos para ajudar os que meditam e os buscadores em suas jornadas de início ou aprimoramento da meditação e do autoconhecimento. São muitas vozes direcionando para um único silêncio. O Positiv App estará disponível na Google Play e App Store

quarta-feira, 1 de abril de 2020

SAÚDE - “44% das transmissões do coronavírus acontecem na fase pré-sintomática”, afirma o especialista da Faculdade São Leopoldo Mandic




Dr. André Ribas diz que, nesses casos, a propagação do vírus se dá em torno de dois dias e meio antes do início dos sintomas, o que reforça a importância do isolamento social

As medidas de prevenção ao coronavírus (Covid-19) seguem em foco, na tentativa de barrar a curva de transmissão. De acordo com o médico epidemiologista da Faculdade São Leopoldo Mandic, Dr. André Ricardo Ribas Freitas, o pico da eliminação viral se dá no período pré-sintomático. “O Covid-19 é um vírus extremante perigo, pois 44% da transmissão é na fase pré-sintomática, em torno de dois dias e meio antes do início dos sintomas, o que reforça a importância do isolamento social.”

Além disso, o especialista reforça a necessidade de medidas preventivas como o uso de máscaras, quando houver a necessidade de sair de casa. Para Dr. André, com a falta do material, uma solução pode ser recorrer às máscaras caseiras, feitas de tecido. O recomendado, segundo o especialista, é que o item seja formado por duas camadas de tecido e uma terceira com membrana filtrante por dentro. “É uma solução que mantém a efetividade, mas não apresenta o mesmo resultado que a máscara cirúrgica, mas num momento de escassez pode ser útil.”

Usadas como item de proteção, as máscaras não devem fugir das regras de higienização que todos os objetos têm passado no momento. “Se o material filtrante aceitar, pode ser lavada com água e sabão. Dependendo, pode esquentar em água a 70 graus, que vai esterilizar e não estragará o material”, recomenda.  

O uso de máscara é fundamental para prevenção, afinal, a maioria dos pacientes com coronavírus são assintomáticos. “A pessoa não precisa estar espirrando ou tossindo para passar o vírus. A transmissão acontece pela gotícula, só de falar com alguém pode acontecer a transmissão”, diz Dr. André.

A Faculdade São Leopoldo Mandic disponibiliza em seu site uma área especial com informações sobre o coronavírus, com diversos dados e artigos internacionais. Acesso: slmandic.edu.br/tudo-sobre-coronavirus/

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...