domingo, 21 de abril de 2019

Prática inadequada de exercícios físicos pode causar lesões


Sociedade Paulista de Reumatologia dá dicas de como evitar lesões no corpo: aquecimento e alongamento, além do fortalecimento do músculo

O Brasil é o país com maior índice de sedentarismo na América Latina, onde 47% da população não praticam atividade física suficiente para se manter saudável, de acordo com um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado em 2018, na revista Lancet.  
Em nível global, uma em cada três mulheres e um em cada quatro homens não pratica suficiente atividade física para conservar a saúde, o que representa um quarto da população mundial (1,4 bilhões de pessoas).


                                                                                                                          (foto: splash)

Vale sempre relembrar que a prática de exercícios tem diversos benefícios para a saúde como a melhora de qualidade do sono, aumento da massa muscular, redução da gordura corporal, entre muitos outros. 
Entretanto, a Sociedade Paulista de Reumatologia (SPR) faz um alerta para que a prática de atividade física seja feita com acompanhamento médico  de  cardiologista, reumatologista, ortopedista ou médico de esporte.
Segundo  Karina Bonfiglioli, diretora científica da Sociedade Paulista de Reumatologia, a  prática inadequada de determinados exercícios pode causar lesões. Sendo a  mais comum  a tendinite, que é uma inflamação do tendão (estrutura fibrosa, que une o músculo ao osso).  
Além disso, a pessoa pode ter lesões articulares (como no joelho, ombro ou quadril); fascite plantar (processo inflamatório ou degenerativo que afeta a fáscia plantar, uma membrana de tecido conjuntivo que recobre a musculatura da sola do pé) e lombalgia (dor nas costas), entre outros.

Dicas para evitar lesões 
Atenção para o aquecimento e alongamento. Para Bonfiglioli, não é recomendável fazer atividade física sem aquecimento antes, que pode ser uma caminhada leve de 5 a 10 minutos, ou o uso da bicicleta ergométrica neste mesmo tempo. Já o alongamento muscular, também essencial, pode ser feito após os exercícios. 
“Faça um aumento gradual da intensidade e do tempo de atividade física. A recomendação da OMS é a prática de, no mínimo, 150 minutos de atividade aeróbica moderada por semana, e pelo menos dois dias de fortalecimento muscular, como a musculação."  
A dor - tanto as localizadas, em membros, joelhos e tornozelos, como dores difusas pelo corpo, podem ser um indicativo para saber quando é hora de parar ou reduzir a atividade. De acordo com Bonfiglioli, o ideal é não forçar a atividade se estiver sentindo alguma dor “porque você pode ter sofrido uma lesão e estar piorando a situação”.


Posso fazer academia todos os dias? 

Sim, é possível fazer atividades de fortalecimento, como a musculação, todos os dias. Mas o ideal é alternar os grupos musculares exercitados: se um dia você malha os membros inferiores, no outro deve malhar os membros superiores. É importante dar pelo menos 48 horas de repouso muscular, como explica a reumatologista. “Além de evitar lesões, é o período que ocorre a reparação muscular e a hipertrofia”, conclui.
Fortalecimento 
Karina explica que atividades como o pilates, por exemplo, são ótimos para pacientes reumatológicos porque ocorre um fortalecimento muscular, além de trabalhar a flexibilidade e alongamento muscular sem impacto para as articulações. 
Os praticantes de outros esportes, como a corrida ou até mesmo o crossfit, devem ter mais cuidado: “A pessoa que resolve correr, deve também fazer musculação, porque o fortalecimento muscular pode prevenir lesões”, ressalta a especialista. 
Exames 
A pessoa que deseja começar a fazer atividades físicas regulares deve ser avaliada por cardiologista e/ou médico do esporte, principalmente se tiver fatores de risco cardiovasculares. Eventualmente, exames como o teste de esforço, ecocardiograma e ergoespirometria, podem ser solicitados em alguns casos.  
Do ponto de vista reumatalógico, o exame fica mais focado em uma avaliação física. Se eventualmente for detectada predisposição para lesões, como desvios de joelho, da coluna, pisada incorreta, assimetria de membros inferiores (diferença no comprimento das pernas) etc, podem ser solicitados exames complementares de imagem para melhor avaliação.  



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...