sábado, 22 de julho de 2017

Vamos falar sobre sexo, gravidez e prevenção? Conheça a campanha “A vida é feita de escolhas”

A adolescência é uma fase de mudanças, de descobertas e incertezas. O corpo e o cérebro passam por transformações, chegam mais responsabilidades na escola, o desejo de mais liberdade e autonomia, a sexualidade aflora, as ficadas e namoros entram em cena e, nessa fase de transição entre a infância e a idade adulta, o adolescente quer ser cada vez mais responsável por suas decisões. Este é um período de alegrias, amizades e gargalhadas, mas que tem também os seus conflitos. Vamos conversar a respeito?

Um dos conflitos pode estar associado à gravidez não-planejada. Como lidar com essa situação? Segundo estudo divulgado em 2014 pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), em países em desenvolvimento, como o Brasil, a cada dia, 20 mil meninas com menos de 18 anos dão à luz, e a cada ano, cerca de 70 mil delas morrem de causas relacionadas à gravidez e ao parto. Além do risco à saúde, muitas vezes, os adolescentes precisam deixar de lado oportunidades de estudo, trabalho, lazer e se tornam alvo de discriminação.



Por isso, a EMS, maior laboratório farmacêutico no Brasil, acaba de lançar a campanha nacional “A vida é feita de escolhas”, para levar informações de qualidade sobre educação sexual, prevenção de gravidez e planejamento familiar a mulheres e homens em todo o Brasil, principalmente para adolescentes em fase de iniciação da vida sexual. “A ideia é de falarmos sobre prevenção, do uso dos métodos contraceptivos e, ao mesmo tempo, esclarecer dúvidas sobre sexualidade, de forma leve e baseada no diálogo”, explica Joaquim Alves, diretor de Marketing e Demanda da unidade de Prescrição da EMS.


Consenso entre os principais estudos brasileiros e internacionais sobre o assunto, a orientação é sempre um caminho essencial para a prevenção da gravidez na adolescência, um problema de saúde pública no Brasil. O objetivo do movimento é fazer esse trabalho de conscientização para estimular discussões, o engajamento e a mobilização. A ideia central é trabalhar para que gravidez na adolescência seja fruto de uma escolha e não um “acidente”. As informações sobre comportamento, saúde e educação sexual terão o respaldo de especialistas, como ginecologistas, sexólogos e educadores. 



Ações da campanha
Para se aproximar dos adolescentes e jovens, o movimento “A vida é feita de escolhas” tem forte presença digital, com o lançamento do hotsite www.avidaefeitadeescolhas.com.br, e já está também no Facebook, Instagram e Youtube. Nesses canais, a empresa apresentará, mensalmente, uma série com episódios em vídeo sobre temas de interesse dessa faixa etária, como mudanças no corpo, tensão pré-menstrual, virgindade, escolha do método anticoncepcional e ciclo menstrual, conteúdos produzidos por médicos de renome. Os assuntos também serão abordados em folhetos educativos a serem produzidos e distribuídos pela EMS.

As personagens Niki e Lyne, presentes nos materiais de comunicação, no hot site e nas redes sociais, foram criadas para personificar as adolescentes, gerarem identificação com este público e “vivenciarem” algumas das situações reais. Ao longo do movimento, elas ganharão a companhia de vários amigos para conversarem sobre gravidez e sexualidade. 

Personagens Niki e Lyne

A gravidez na adolescência traz impactos na vida das pessoas, principalmente entre as mulheres. Deve-se considerar ainda o aumento do número de casos de AIDS e de doenças sexualmente transmissíveis entre os adolescentes e jovens. Outro ponto relevante é que a vida sexual dos brasileiros e brasileiras está começando cada vez mais cedo e não existem estatísticas sobre os casos de gravidez entre os pré-adolescentes.

Próximos passos
Nos próximos meses, a campanha levará a palestra “Mulher no Controle” para mais de 350 escolas, faculdades e empresas espalhadas pelo Brasil. A apresentação será conduzida por profissionais da saúde de cada região, e abordará temas como gravidez na adolescência, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e planejamento familiar.

Também para este ano, o movimento prevê, entre outras iniciativas, a realização de 60 palestras da psiquiatra e sexóloga Dra. Carmita Abdo, livre-docente pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), para médicos ginecologistas, sobre sexualidade e o comportamento. O conteúdo terá transmissão online e interação por aplicativo, com previsão de atingir mais de cinco mil profissionais pelo Brasil.


quarta-feira, 19 de julho de 2017

CÃES E GATOS PODEM CONSUMIR VEGETAIS E FRUTAS?

Geralmente assimilamos uma dieta natural a algo saudável. O fato é que, nem sempre o que é benéfico para os seres humanos, tem o mesmo resultado no organismo dos animais de estimação. “Sempre verifique se o alimento que você pretende fornecer ao animal é seguro para alimentação do seu pet e, em caso de dúvida, é melhor não deixá-lo comer”, explica Dr. Jorge Morais, veterinário e diretor da rede de franquias Animal Place. Ou seja, ates de oferecer alimentos frescos para os pets, verifique se são ou não nocivos para a saúde deles. Alguns vegetais são benéficos, outros podem ser tóxicos, causando vômito, diarreia e até gastrite.


Entre os vegetais recomendados pelo Dr. Morais estão a cenoura, que auxilia na saúde oral; a alface e a couve, que são alimentos ricos em fibras e melhoram o trato intestinal; a beterraba e a abóbora. O profissional também afirma que frutas como a banana, o caju - sem a castanha-, o caqui, moderadamente pois é rico em carboidrato, a maçã, a pera, a manga -sem a casca e o caroço-, o kiwi, a goiaba e o morango são excelentes para balancear a alimentação dos pets.

Já na lista de vegetais que devem sair do cardápio dos animais de estimação, estão a pimenta, que favorece o surgimento de gastrite; a cebola, que ataca os glóbulos vermelhos do pet, gerando anemia profunda; e a batata crua, que contém substâncias tóxicas para o animal. Já entre as frutas que eles não devem consumir estão o tomate, que pode causar arritmias cardíacas, salivação, diarreia e vômito; a laranja e as frutas cítricas no geral, o abacate, a carambola, o abacaxi e a uva, que pode levar a lesões renais.


O profissional também frisa que os cães e gatos são carnívoros por essência, mas que, tomando o devido cuidado, os vegetais e as frutas podem servir como petiscos ou como estratégias para a distração dos seus apetites vorazes. “Não substitua a ração ou comida caseira por vegetais e frutas, eles devem ser apenas complemento à alimentação principal do animal”, explica Morais. “Os vegetais misturados na ração podem até mesmo ser uma boa alternativa para fazer os cães, que não são muito fãs do alimento principal, comerem, mas é sempre bom lembrar de consultar um veterinário para escolher a melhor e mais adequada dieta para o pet”, finaliza Dr. Jorge Morais.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Mousse para cabelos cacheados Vertix

Milhares de mulheres com cabelos cacheados passaram anos e anos alisando as madeixas e usando produtos químicos muito fortes. Mas o movimento pró-cachos cresceu e, agora, assumir as madeixas encaracoladas é uma realidade. Entre os produtos para deixar os cabelos ainda mais definidos e estilosos está o Hair Mousse Definidor de Cachos, da Vertix, que mantém as formas curvas do cabelo por horas, controla o volume e ainda deixa um aspecto supernatural. Em sua fórmula estão presentes o óleo de coco e filtro UV, para uma hidratação poderosa e ação antifrizz. Vale a aposta! Tem mais informações da marca aqui no site http://www.belliz.com.br/vertix.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...