sábado, 16 de maio de 2015

Experiência gastronômica: Jaber Especialidades Árabes

Quantas vezes deixamos de experimentar coisas novas e fazemos tudo no automático? Por anos, trabalhei no bairro de Moema e na hora do almoço só atravessava a rua e entrava no restaurante por quilo que ficava do outro lado da calçada. Era bem workaholic e chegava a comer em 30/40 minutos. Hoje, num outro ritmo de vida, tenho descoberto novos estabelecimentos neste bairro que me abrigou por anos.

Um deles é o Jaber Especialidades Árabes. Na época que eu trabalhava por lá, ele ficava na alameda dos Nhambiquaras num local meio acanhado, que ostenta hoje uma placa de aluga-se. Até me assustei em ver o local fechado. Semanas depois, quando voltava do Mestrado para casa, percebi que o Jaber estava em outro endereço (Alameda dos Maracatins, 505), num espaço muito mais charmoso e com estacionamento na porta (3 vagas). Pensei: vou parar lá qualquer dia desses! E foi o que fiz em duas ocasiões diferentes para comer quibe, esfiha e outras comidinhas de origem árabe.

Decoração lembra um bistrô
O cardápio tem diferentes opções de kibe (frito, assado e cru). Pedi o kibe frito mesmo, que estava bem temperado e não oleoso. Comi também esfihas. Experimentei a de escarola com cebola e nozes, que deveria ter um pouco mais de nozes, na minha opinião. Adorei a opção esfiha folhada de carne, que é bem grande e deliciosa - crocante e meio molhadinha. Não resisti e também pedi um prato frio: a Mohamara, uma pasta de pimentão vermelho, especiarias e nozes para comer com pão sírio e que serve duas pessoas no lanche. Bebida: um suquinho de laranja com hortelã. Menu aprovado! Aceitam cartão de crédito. Mas, o que ainda sinto falta nos restaurantes é do garçom entender como os pratos são preparados. Perguntei a um profissional o que era o Mohamara, ele não soube responder, mas chamou outra funcionária para explicar, pelo menos. Você conhece o Jaber? Conte o que gosta de comer na cozinha árabe.    

Kibe frito bem temperado com suco de laranja com hortelã
Vale comer a esfiha folhada de carne

Na esfiha de escarola, queria sentir um pouco mais das nozes

A pasta Mohamara é boa para entrada e lanche. Levei o que sobrou para casa e ficou ainda melhor no dia seguinte   
Esfiha, suco e pasta de pimentão compôs o almoço/lanche. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...