sábado, 2 de agosto de 2014

Uma rápida conversa com Machado de Assis

Machado de Assis, acredito que posso aprender bastante com você sobre como escrever crônicas!  Com muito orgulho, reconheço sua contribuição à literatura brasileira – mas é certo que este meu elogio é irrelevante no momento, pois seu nome já integra a lista dos nossos imortais faz um bom tempo. Entretanto, esta nossa conversa para mim significa muito, pois eu posso treinar meu texto e contar para você o que anda acontecendo pelas ruas, calçadas, elevadores e praças aqui de São Paulo.  

Mesmo com as muitas décadas de vida que nos separam, o seu argumento sobre como o calor é um tema que ajuda a criar uma crônica ainda é bem pertinente. O clima é um gatilho para se entabular conversas com conhecidos e desconhecidos pela vida afora. Agora, a gente debate também sobre aquecimento global, falta de chuva e destruição da natureza. Não tinha isso no seu tempo, não é mesmo?

Aproveito para contar também que os homens não carregam mais lenço no bolso ou usam sobrecasa e chapéu. Fazer roupa em alfaiates também é um hábito esquecido. Os trajes são comprados em grandes lojas, chamadas de magazines, ou em lojas que vendem tudo por preço de banana, em bairros como Brás e Bom Retiro. Agora, é o tempo da camiseta, da calça jeans, da camisa de manga curta, dos tênis. Quem tem mais dinheiro, pode ir a um shopping center e comprar o que se chama de roupa de “grife”, com caimento perfeito, bom corte e tecido nobre.

Voltando à questão do calor exagerado, mesmo em pleno inverno, nós lastimamos seus efeitos e podemos nos ver afetados pelo racionamento de água. O que é racionamento? De forma simples, posso dizer que é a falta de água nas nossas torneiras e um monte de queixas contra nossos governantes, que não investiram na gestão dos recursos hídricos, e reclamações contra São Pedro, que não nos manda a chuva.  

Quem trabalha na rua, exposto ao sol de rachar, continua sofrendo com o calor. Estão neste grupo os ambulantes, os garis, os operários que consertam o asfalto de nossas avenidas, os taxistas e também aqueles que abrem as covas nos cemitérios da cidade. Para combater o calor, aproveitamos para nos refrescar com sorvetes e comprar a garrafinha de água do vendedor no semáforo, com a esperança de que esteja geladinha. Na maioria dos escritórios, todos agradecem pelo frescor proporcionado pelo ar condicionado. Os desafortunados suam em bicas mesmo e reclamam. 

Dizem até que o inferno já chegou, mas eu ainda não tenho certeza. Como o calor não me amedronta, vou aproveitar para dar um passeio. Depois, volto para narrar um pouco mais do que vi e ouvi pela metrópole. 

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Novas buchas naturais “BANHO BOM”


O banho é um dos rituais mais gostosos de relaxamento e confere a pele mais vitalidade. E um dos processos que pode ser realizado neste momento é o de renovação da pele, por meio da remoção das células mortas. Basta lançar mão das buchas naturais, como as da nova linha “Banho Bom”, lançamento da marca Útil Kiko. 

As buchas  “Banho Bom”  são fabricadas em um artesanal e rigoroso processo de escolha de safra, corte, branqueamento e amaciamento até chegar com qualidade ao mercado. “Nossa empresa preza pelo trabalhador rural e artesões. Pagamos um preço justo e trabalhamos para que todos colham resultados satisfatórios", explica o gerente de marketing da empresa, Rafael Cavalcante.

Biodegradáveis, elas não agridem o meio ambiente, pois se degeneram naturalmente sem deixar resíduos. Tornam-se mais macias com o passar do tempo e não arranham a derme e deixam a sensação de pele renovada e livre de impurezas. 

Particularmente, acredito que devemos usar a bucha natural duas vezes na semana, para não promover a esfoliação excessiva da pele, conforme orientação dos dermatologistas. 
  
Entre os produtos que compõem a linha  “Banho Bom” estão:

- Bucha natural vegetal tipo luva. Com forro de algodão, seu design proporciona um melhor manuseio sobre o corpo e que o sabonete seja utilizado na parte interna da luva, garantindo mais espuma para o banho.



- Bucha natural estampada. o revestimento em tecido estampado, suave ao toque, foi pensado para dar um estilo mais feminino ao produto, como a estampa animal print. O elástico facilita o manuseio.



- Esponja de bucha natural. Este modelo conta com esponja na parte interna da bucha, garantindo que a espuma dure por mais tempo. 


Casa mais elegante: Dicas de móveis em estilo provençal


Quando se menciona a expressão "móveis em estilo provençal" imediatamente pensamos em cores claras, flores e elegância. São peças inspiradas na região ensolarada de Provence, localizada no Sul da França, com vilarejos centenários que ficam entre as montanhas e o mar, com seus campos de lavanda e de girassóis. Os móveis trazem vários entalhes, inspirados naqueles que decoravam os palácios da corte francesa e dos grandes reis, como Luís XV, mas com um toque de frescor.  

Quem se interessar por adotar este estilo na decoração, pode aproveitar e reformar móveis antigos, aplicando pátina ou outras técnicas de acabamento. Pode também escolher papel de parede com flores delicadas e deixar o romantismo prevalecer, dando à casa acordes de bela poesia. 


As sugestões de móveis deste post são da boutique virtual OBRA.VIP:

Ideal para ser acomodado próximo a porta de entrada de quartos e banheiros, o Cabideiro Lorde é fabricado em MDF e conta com quatro pés de sustento.
Altura: 160 cm / Largura: 41,5 cm / Comprimento: 1,5 cm
Preço: 304,20

Com uma série de detalhes talhados no MDF e puxadores em metal, o Criado Mudo Marquesa adiciona funcionalidade e estilo com sua cor rosa romântico.
Altura: 75 cm / Largura: 40 cm / Comprimento: 34 cm
Preço: 936,00 




Possuindo quatro gavetas com puxadores em metal e espelho acoplado, a Penteadeira Imperatriz foi é inspirada nos modelos clássicos e traz detalhes mais modernos e práticos para se adaptar a uma maior variedade de projetos e decorações.
Altura: 165 cm / Largura: 122 cm / Comprimento: 50 cm
Preço: R$ 2.651,40 









quinta-feira, 31 de julho de 2014

Novos óculos de sol da Colcci Eyewear com Gisele Bündchen

Sempre ela! A übermodel Gisele Bündchen é o rosto do verão 2015 da Colcci Eyewear, linha de óculos da grife. O ensaio teve cliques do australiano Lachlan Bailey, na ilha de Key Biscane, em Miami. Daniel Ueda foi o stylist da campanha, com James Pecis como hair stylist: James Pecis e Yadim como make up artist.



Nas fotos, Gisele usa o exclusivo modelo Jolie, um dos destaques da nova coleção da Colcci Eyewear, que tem design oversized e é feito com Polyglossy, acetato translúcido de altíssima tecnologia, que garante uma armação mais leve e resistente. 





Os novos óculos Jolie estão disponíveis nas cores demi marrom, degradê roxo, degradê azul, capuccino fosco, preto brilho, preto fosco e bicolor preto e azul, com preço sugerido de R$ 389,00. A coleção pode ser encontrada nas lojas da marca, e-commerce e principais óticas do país.



.

Lingerie: Liebe lança coleção Primavera-Verão 2014/15

Um dos ícones da cultura pop e verdadeiras musas da década de 50, as pin ups exalam sensualidade, muita sedução e, ao mesmo tempo, um toque de romantismo. Estas mulheres, com cabelo sempre impecável, batom vermelho e poses provocantes, serviram de inspiração para o desenvolvimento da mais nova coleção de lingerie da marca Liebe, que tem campanha protagonizada pela atriz global Paloma Bernardi.



Essa mulher fatal e sedutora se traduz em peças repletas de charme, com sutiãs que valorizam o colo através de aros e bojos meia taça, que levantam e aproximam os seios. As calcinhas trazem detalhes como pingentes e lacinhos, assim como a profusão de rendas, que também estão presentes nos tops.


A coleção “Pin-up” da Liege traz a linha Luxe, na qual a sofisticação reina ao lado da sensualidade e do conforto. Looks misteriosos com transparências sugestivas surgem com detalhes de argolas, passantes e pingentes banhados a ouro. As peças são produzidas com microfibra Xtra Fine, superdelicada no toque. Coordenada com rendas francesas, tules bordados e laços contrastantes, trazem o luxo para o underwear.

Já a linha Class foi desenvolvida para uma mulher moderna e bem jovem, tem uma pegada mais leve, alegre e descontraída. Aqui as rendas e microfibras suaves trazem muito conforto e são a matéria prima principal. As estampas privilegiam o animal print e os pingentes também vêm nos detalhes, superglamurosos.


A coleção “Pin-up” da Liebe poderá ser encontrada nas lojas da marca, localizadas em Fortaleza, e nas melhores multimarcas de todo o país a partir de agosto.


Ser & Viver: Na chapa

A cidade vai aos poucos acordando. O sol desponta no horizonte devagar, naquela manhã de inverno. Ele não tem pressa e respeita cada minuto do passar das horas. Quem tem pressa são as pessoas. A vida na grande metrópole pede urgência,  velocidade. Eu nem precisava de alarme para despertar. Todo dia seguia o ritual: tomar banho, escovar os dentes e escolher a roupa de trabalho. 

Para aquele dia frio, uma calça jeans, uma camisa branca, a bota nova e o casaco vermelho. Um lenço florido no pescoço para dar o toque final de elegância e algumas gotas de perfume na nuca, que criam uma aura de leveza e romance.

Hora de pegar o metrô lotado e me transportar até o escritório. Mas, antes da jornada começar,  eu preciso parar na padaria e comer um delicioso pão na chapa com café com leite - o famoso pingado. Chegar no balcão,  falar bem alto para o balconista escutar o pedido, pois o espremedor de laranja disputa a atenção. 

Engraçado como o pão na chapa é democrático, quase uma unanimidade,  como o pão de queijo.  Naquele lugar, mais meia dúzia de pessoas estavam se regalando com aquela iguaria. Concentrados no café da manhã, enquanto os pensamentos divagavam. 

Torrado e levemente gorduroso,  bom é escutar os estalidos que surgem a cada mordida. Depois, sorver o gole de café, que ajuda a esquentar o ânimo.  Gula. Queria comer mais um pão, mas o regime não permite. 

Sabia que logo mais, lá na casa do meu pai,  ele também estaria comendo seu pão na chapa, feito com pãozinho amanhecido. Sabia que no boteco da esquina, mais uma dezena de trabalhadores estariam a saborear o seu. Um ritual diário que fascina pela sua simplicidade. 


Já debati com colegas do trabalho sobre a estranheza do preço de um pão na chapa, caro na padaria gourmet, acessível no bar localizado no centro da cidade.  O valor acompanha o perfil do consumidor.  O que fazer? Naquele exato momento, nada. Não era a hora de me rebelar com a despesa. Vou anotar na agenda para escrever uma crônica sobre o assunto. Agora, me restava pagar a conta e sair. Apressadamente, tirei as migalhas que ficaram no lenço e no casaco. Os compromissos me esperavam. Bom dia!


quarta-feira, 30 de julho de 2014

Loungerie apresenta novas coleções de lingerie

A Loungerie anuncia a chegada da segunda leva de coleções cápsulas de lingerie que, além de sutiãs e calcinhas, apostam no penhoar, na liga de perna e no body - a peça desejo do momento. São duas linhas: Alexa, na cor preta, e Celine, em off White.

Alexa - na cor preta
Tomada por um ar poderoso, a linha Alexa é toda em renda preta e abusa da  transparência. Os sutiãs estão disponíveis em dois modelos: triângulo (sem bojo), ideal para seios pequenos ou médios, e com bojo, proporcionando maior sustentação aos seios médios e grandes. As duas calcinhas aparecem na opção tanga, uma com lateral mais larga, com parte de em renda e outra com lateral mais estreita também em renda e toda transparente. O body, it peça da coleção, traz decote com V profundo em renda e recortes com o mesmo material na lateral da cintura.





Celine - na cor off White.

A principal linha da coleção se propõe a oferecer o sutiã perfeito, sexy e sofisticado. A Celine brinca com os efeitos de sobreposição e transparência e ganha renda branca com fundo branco e detalhes de laços feitos de cetim. Pensados especialmente para as noivas ou para as mais românticas e sedutoras, o sutiã aparece em duas versões: com bojo e meia taça (sem bojo) complementado pela transparência da renda branca. As calcinhas têm a lateral larga e vem nos modelos tanga e fio dental. Destaque para a camisola feita de renda com fundo branco. O sutiã aparece no formato triângulo e saia solta ao corpo. O penhoar, uma das novidades da coleção, é feito de renda com fundo branco e manga ¾. Para complementar, a coleção tem ainda liga de perna na cor branca também feita com o mesmo material. 





http://www.loungerie.com.br

Plantão gourmet: Receita de Donuts

Uma opção gostosa para o lanche e receber a família? Então, veja a receita do dia,  enviada pela marca Fleischmann, que ensina a preparar os deliciosos Donuts (fiquei com água na boca só de ler). Quer saber mais? Nos diga qual prato quer aprender, que vamos em busca de dicas para você! 



DONUTS

Creme de confeiteiro:
- 2 ½ xícaras (chá) de leite (500 ml)
- 4 gemas
- 2 colheres (sopa) de Amido de Milho Fleischmann
- 1 xícara (chá) de açúcar (160 g)
- 1 colher (sopa) de manteiga
- 1 colher (chá) de Aroma de Baunilha Fleischmann

Preparo
 misture todos os ingredientes e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, até engrossar e ficar bem cremoso (cerca de 20 minutos). Retire do fogo, cubra o creme com uma camada de filme plástico encostando na superfície e deixe esfriar.

Massa:
- 3 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo (420 g)
- ½ xícara (chá) de açúcar (80 g)
- 1 pitada de sal
- 1 sachê de Fermento Biológico Seco Instantâneo Fleischmann (10 g)
- 2 ovos
- 2 colheres (sopa) de manteiga em temperatura ambiente
- 1 xícara (chá) de leite (200 ml)
- óleo de soja para fritar
- 100 g de açúcar impalpável para polvilhar

Preparo:

Misture a farinha de trigo com o açúcar e o sal. Junte o fermento e misture bem. Faça uma cova na farinha e dentro dela coloque os ovos, a manteiga e metade do leite. Misture com uma colher até formar uma massa. 

Passe a massa para uma bancada limpa e seca e sove-a, adicionando o restante do leite aos poucos e sovando até obter uma massa lisa e fofa, que não grude na mão. 

Divida a massa em 2 partes e forme uma bola com cada uma delas. Cubra com um pano de prato limpo e deixe descansar por 30 minutos. 

Com a ajuda de um rolo, abra cada uma das metades até a espessura de 1 cm. Com um cortador de biscoitos ou a boca de um copo (7 cm de diâmetro), corte discos e deixe descansarem até triplicarem de tamanho.

Aqueça o óleo em uma panela pequena e alta e frite os donuts de 2 em 2, até que fiquem dourados dos 2 lados. Retire com uma escumadeira e escorra em papel-toalha.

Para rechear, coloque o creme em um saco de confeitar com um bico pequeno (4 mm). Com uma faca, faça um furo lateral em cada donut e insira o bico de confeitar no furo. Esprema delicadamente o saco e vá retirando-o até transbordar um pouco do recheio. Polvilhe o açúcar impalpável sobre os donuts e sirva em seguida

Rendimento: 30 donuts

Tempo de preparo: 1 hora e meia

Variação: substitua o recheio de creme de confeiteiro por 1 vidro de doce de leite pastoso (400 g) ou 2 vidros de geleias variadas (200 g cada), como framboesa, frutas vermelhas, laranja ou damasco.

Dicas:
- Com o creme de confeiteiro, você também recheia tortas de frutas, sonhos e bolos.

- Você encontra açúcar impalpável em lojas especializadas em confeitaria. Caso não encontre, utilize açúcar de confeiteiro.

- Cobrir o creme de confeiteiro com filme plástico serve para que não se forme uma película em sua superfície.

- Para uma fritura segura, coloque os donuts sobre a escumadeira antes de mergulhar no óleo.




terça-feira, 29 de julho de 2014

Monange apresenta nova linha de desodorantes


Eu não vivo sem! Para mim este produto é indispensável na minha rotina diária, apesar de eu não transpirar muito. Sou adepta do aerossol, que tem um jato mais seco. E você? Quer novidades?

Então, fique atenta para a nova linha de desodorantes com ação antitranspirante da Monange, que protege as mulheres por até 48 horas. São quatro diferentes fragrâncias, que combinam com as essências dos hidratantes da marca, além da versão sem perfume.



De acordo com o fabricante, os produtos possuem fórmulas que nutrem a pele até a 2a camada da pele* (estrato córneo) e proporcionam axilas mais bonitas e protegidas. Além disso, a composição não contém álcool. Estão disponíveis nas versões aerossol (preço médio R$ 6,90) e roll-on (preço médio: R$ 4,90). São eles:

  • ·    Desodorante Monange hidratação intensiva com extrato de oliva: combate os quatro sinais de ressecamento da pele da axila – aparência esbranquiçada, desidratação, perda de elasticidade e toque áspero.
  • ·         Desodorante Monange hidratação nutritiva Flor de Lavanda
  • ·         Desodorante Monange hidratação nutritiva Frutas Vermelhas
  • ·         Desodorante Monange hidratação nutritiva Erva-doce e Água de Coco 
  • ·         Desodorante Monange hidratação nutritiva Sem Perfume 


Produtos à venda nas principais drogarias, perfumarias e supermercados do país.

SAC: 0800 011 11 45

Ser & viver: Deveriam ter asas...


Verde, roxo, amarelo, laranja, com bolinhas, corações ou listras. Tinha até as versões com símbolos de grandes times de futebol de São Paulo. Todo dia via aquela profusão de cores naquele cruzamento movimentado, num dos bairros mais elegantes de São Paulo, ali onde Brasil e Europa se cruzam. 

Como vinham parar ali e como conseguiam permanecer ali eram para mim fatos incompreensíveis. Mas, precisava existir uma explicação! Quem os trazia? Quem os comprava?

Enfileirados e acompanhando o trânsito intenso, aqueles porquinhos de gesso tinham ares de indiferença à movimentação, ao luxo do local, ao barulho dos automóveis.

Eu os via diariamente, cada vez que retornava para casa depois de um dia exaustivo no trabalho. Ficavam no chão, chamativos na calçada. Lembro que às segundas, eles não apareciam. Deveria ser o dia de folga do ambulante.

Um dia, quando parei no semáforo daquele cruzamento e estava mais cansada, cheguei a devanear. Parecia que aqueles animaizinhos tinham voado em direção ao carro, como se tivessem asas. Pequenos porcos a voar.

Lembrava também dos meus cofrinhos de infância, pequenos troféus. Tive um bem querido. Um cofre-porquinho de plástico vermelho. Sofri quando o cortei para desfrutar das moedas. Mas, chegava a hora deles, invariavelmente chegava e tínhamos de destruí-los para pegar as economias. Hábito comum no passado, quando pais e tios queriam ensinar às crianças o valor do dinheiro.

Naquele cruzamento, o vendedor carregava uma destas "obras de arte" na mão, para exibir aos motoristas junto com os carregadores de celular. Nunca vi alguém comprar um daqueles cofrinhos, mas se estavam ali é porque deveriam ter seus fãs: crianças empolgadas com a oportunidade de guardar a grana da mesada para depois gastar com o álbum de figurinhas.

Aquele homem poderia estar roubando, matando, mas estava ali vendendo seus porquinhos. Fizera a escolha mais certa, diriam alguns. É preciso levar dinheiro para casa e sustentar os filhos de algum jeito - mesmo nos dias de garoa em São Paulo, mesmo nas tardes quentes do horário de verão.


Pensando bem, na próxima vez que parasse na Brasil com a Europa eu compraria o meu. Escolheria um porco rosinha, colaria nele asas e o esconderia da visão dos amigos. Seria o meu segredo, minha volta à infância. Guardaria todo dia a minha moeda, até chegar o momento de o destruir e apreciar a minha riqueza acumulada, que seria facilmente convertida em deliciosos sorvetes. Reviver.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Nova linha de pijamas masculinos UPMAN

Para presentear no dia dos pais, temos como sugestão a linha especial de pijamas UPMAN, que garante conforto, estilo e bem-estar. 



Os pijamas são feitos em 100% algodão e inclui estampas em xadrez e listrado. Aqueles que são mais clássicos vão gostar dos conjuntos lisos ou com mix de cores mais tradicionais, como azul e marrom. 



Pijamas ideais para homens que não abrem mão de uma boa apresentação nem nos dias quentes, nem na hora de dormir.  

Saúde - Mitos e verdades sobre a Hepatite C

Existem vários tipos de hepatites, sendo que a Hepatite C é tida como a mais perigosa, pois age silenciosamente e os sintomas geralmente se manifestam em seu estágio avançado. No entanto, se diagnosticada precocemente, ela pode ser curada. Para isso é preciso conhecê-la. Confira abaixo alguns mitos e verdades sobre a Hepatite C.

1. O que é a Hepatite C?

A Hepatite C é uma doença crônica transmitida pelo vírus HCV que causa a infecção do fígado e pode gerar problemas de saúde no longo prazo como doença hepática crônica, cirrose e câncer do fígado se não for diagnosticada precocemente. A doença pode levar os pacientes à morte.

2. Quais são os principais sintomas?

Cerca 80% dos pacientes com Hepatite C aguda não têm qualquer tipo de sintoma. No entanto, pessoas com Hepatite C crônica podem desenvolver sintomas não específicos de leves a graves logo depois de serem infectados, tais como:

• Fadiga
• Náuseas
• Perda de apetite
• Dores de cabeça
• Dor abdominal
• Sintomas da gripe

3. Como é feito o diagnóstico?

Para diagnosticar a doença é preciso que um profissional de saúde solicite alguns exames de sangue como:

• Sorologia HCV - mais frequentemente utilizado para a triagem inicial e contato prévio com o vírus HCV
• RNA HCV - usado para confirmação diagnóstica e acompanhamento terapêutico
• Genótipo HCV - para orientar as decisões referentes ao tipo e duração da terapia
No caso de pacientes com Hepatite C crônica, são necessário outros testes visando a avaliação do grau e estágio da lesão hepática (fibrose ou cirrose):
• A biópsia hepática
• Painéis de marcadores de sangue
• Elastografia transitória

4. Existe tratamento para a HCV?

Sim. Atualmente o tratamento padrão é à base da aplicação de injeções com interferon e comprimidos (ribavirina, telaprevir e boceprevir sendo que o tempo e uso são determinados pelo genótipo e grau de comprometimento da lesão no fígado. Mas, a partir deste ano, uma série de novos tratamentos e regimes orais está prevista para chegar ao mercado, inaugurando o que alguns estão chamando de "revolução" no tratamento do HCV. Esta nova geração de pesquisas de tratamentos para Hepatite C promete períodos mais curtos de tratamento e menor carga de comprimidos, incluindo a possibilidade de uma combinação de alguns medicamentos em um mesmo comprimido (dose fixa combinada).

5. Quantas pessoas estão infectadas com a doença no Brasil?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) o Brasil tem 3 milhões de pessoas infectadas com o vírus da Hepatite C.

6. É verdade que a Hepatite C pode ser curada?

Sim. Dependendo do tipo de vírus, da velocidade do diagnóstico. Depois de passar por um tratamento adequado, a Hepatite C pode ser extinta do sangue do paciente, chegando à cura da doença em aproximadamente 60% dos casos em média com os tratamentos atuais.


7. A hepatite C é transmitida via transfusão de sangue?

Verdade. Embora seja mais  difícil hoje em dia, em função da enorme quantidade de exames a que os sangues doados passam. O contato com o sangue contaminado durante uma transfusão de sangue pode  transmtir o vírus da Hepatite C.

8. Hoje não se contrai mais Hepatite C?

Mito. A Hepatite C pode ser transmitida quando uma pessoa entra em contato com o sangue ou fluídos corporais de uma pessoa infectada com o vírus HCV em atividades como:

• Compartilhamento de agulhas, seringas e outros equipamentos para injetar drogas ou fazer tatuagem
• Uma picada de agulha contaminada em um serviço de saúde
• Transfusões de sangue ou doação de órgãos contaminados
• Compartilhamento de itens de higiene pessoal contaminados, como lâminas de barbear, escovas de dentes e alicates de unha

9. Hepatite C dá câncer?

Verdade. Se não diagnosticada precocemente e tratada, a Hepatite C pode gerar lesão hepática até se transformar em um câncer de fígado, levando o paciente à morte.

10. A Hepatite C mata mais do que a AIDS?

Verdade. Nos Estados Unidos uma pesquisa revelou que mais pessoas morrem por causa da Hepatite C do que Aids. Segundo o levantamento, entre os anos de 1999 e 2007 e encontraram 15,1 mil mortes por conta da doença, contra 12,7 mil causadas pelo HIV.

11. A maioria dos infectados tem mais de 45 anos?

Verdade. Até o ano de 1992 não existiam testes para verificar a existência do vírus HCV em sangue de doadores. Toda pessoa que recebeu transfusão de hemoderivados antes de 1993 deve ser testada para avaliar se foi contaminada. Além disso, o controle de materiais usados nos consultórios odontológicos, estúdios de tatuagem e piercing ou mesmo em manicures era muito precário se comparado aos padrões atuais. Sendo assim, toda pessoa exposta a uma situação de risco deve ser testada para avaliar se houve contato com o vírus HCV.


Fontes: Bristol-Myers Squibb, Hepatitis, CDC. Hepatitis C Information for the Public. Overview. http://www.cdc.gov/hepatitis/C/cFAQ.htm#overview, World Health Organization. Hepatitis C. http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs164/en/
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST,
Aids e Hepatites Virais. Protocolo clínico e diretrizes terapêuticas para hepatite viral C e coinfecções / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. - Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 144 p. : il. - (Serie A. Normas e Manuais Técnicos)

domingo, 27 de julho de 2014

Perfume KENZOHOMME Night no Brasil

A Sephora traz para o Brasil a nova fragrância masculina de KENZOHOMME Night, um Eau de Toilette com notas de cabeça tônica e base sensual, que combina acordes de Toranja, Vetiver e grãos de Cumaru. Uma ótima opção de presente para o Dia dos Pais! 

O frasco e as embalagens em tons de azul  lembram  o magnetismo e o mistério de uma noite de céu iluminado por poucas estrelas. 





Preço:
30ml - R$ 179,00
50ml - R$ 249,00
100ml - R$ 335,00

SAC: 0800-170506

www.sephora.com.br

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...