terça-feira, 8 de abril de 2014

Ser & Viver: Evitando os aborrecimentos

Evitar os aborrecimentos! Como se faz isso? Devo assumir que nem sempre sou uma pessoa muito paciente. E, quando estou em dias de TPM...sai debaixo! Não ficar aborrecida ou chateada é um aprendizado diário, como tantas outras coisas da nossa vida. 

É preciso, treinar, treinar, respirar. Tem horas que gostaria de ser como um monge budista. E você? Já pensou nisso? Li sobre religiosos que conseguem ficar alheios ao burburinho ao redor. Me imagino calma, sem me aborrecer. De repente, acordo do sonho!

Um ponto importante deste processo é entender que ninguém é perfeito. Nem eu, nem meu namorado, nem o porteiro, o motorista de ônibus, o chefe e colegas de trabalho...quem você pensar. As expectativas que temos em relação aos outros convivas do nosso cotidiano estimulam os aborrecimentos. Mas, como saber até quando cobrar, aceitar ou cortar relações que nos prejudicam, que nos aborrecem?

Tem uma frase assim: Escolha ser feliz, ao invés de ter razão.  Um ensinamento sábio, no entanto...quase sempre teimamos em ter sempre razão e nos aborrecemos. Precisamos, entretanto, respeitar nossos princípios e valores. Quando vivenciamos algo errado, nem sempre podemos nos calar.

Uma solução? Não existe receita para evitar totalmente estes aborrecimentos. Como fazer? Acredito que evitando deixar o mau-humor e a irritação perdurarem por muito tempo. Além de afetar a disposição, pode deixar a pele enrugada. E, queremos manter a nossa pele de pêssego linda e viçosa!   


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...