terça-feira, 2 de julho de 2013

Dicas para cuidar de sua saúde auditiva


Quando li este material que recebi, a primeira coisa que fiz foi abaixar o volume da TV. Mas, precisamos ficar mais atentos diariamente, pois a nossa audição nunca descansa - vide os barulhinhos que nos acordam à noite.
 
Afinal, até dormindo, os nossos ouvidos continuam trabalhando e, quem afirma isto, é a fonoaudióloga Talita Donini, gerente de produto para adaptação pediátrica e projetos especiais da Phonak do Brasil e responsável pela Iniciativa Hear the World no Brasil. Segundo a especialista, com a evolução da tecnologia, o estilo de vida da população mudou bastante. “Agora, nossos ouvidos estão sempre recebendo algum estímulo e poucos são os momentos em que há silêncio total para dar um descanso a eles.”
 
 
 

Somam-se vários fatores que colocam a  saúde auditiva em risco: o uso constante de fones de ouvido em volume alto, assim como celulares, música no carro, barulhos do trânsito, de obras e demais ruídos da cidade. “Por estarmos cada vez mais conectados, muitas vezes não percebemos o quanto a audição fica exposta a níveis sonoros intensos, o que pode ser nocivo”, acrescenta a fonoaudióloga.

Cuidar dos ouvidos é tão importante quanto qualquer exame de rotina. De acordo com o Censo 2010, divulgado pelo IBGE, o número de pessoas com deficiência auditiva que no ano 2000, era de aproximadamente 6 milhões, saltou para quase 10 milhões, atualmente.

Um agravante é o fato de a perda auditiva ser irreversível e, em média, as pessoas levarem sete anos entre detectar o problema e iniciar tratamento. Talita reforça que os prejuízos, infelizmente, não se limitam à audição, mas à saúde em geral, com o desenvolvimento de doenças como depressão estresse, pois a audição influencia diretamente na qualidade da vida cotidiana.

Para quem ainda não se convenceu de que o estilo de vida realmente influencia na saúde auditiva, ela faz um alerta: o limite de exposição a um som de 85 dB (decibéis), o equivalente ao barulho do trânsito de uma avenida movimentada, é de até 8 horas. “Porém, é comum ultrapassarmos este nível, pois um aparelho MP3 chega a até 120 dB.”

Diante da constante exposição a níveis elevados de ruído, a fonoaudióloga recomenda algumas medidas de prevenção essenciais para manter a audição saudável: respeite intervalos de repouso sonoro quando a exposição a altos níveis de intensidade é constante; use protetores auditivos quando recomendado, principalmente em locais de trabalho que causam risco à audição; e controle o volume do seu MP3, TV ou som do carro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...