quarta-feira, 17 de julho de 2013

As dicas para uma lipoaspiração mais segura


As dicas para uma cirurgia plástica não mudaram nos últimos anos. Mesmo assim, as pessoas, principalmente as mulheres, se precipitam ou esperam mais do procedimento do que é realmente possível obter de resultado. Quem divulgou um material resumido sobre o tema foi a assessoria de imprensa da Dra. Denise Piccioli, CRM 88245, cirurgiã plástica formada pela Faculdade de Medicina do ABC, se tornou especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica em 2002 e há 8 anos é membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, também é membro da ASAPS - American Society of Plastic Surgeons - e da Associação Médica Brasileira há 13 anos. Confira as orientações:
 

1) Saúde 100% - avaliação do estado clínico pré-operatório - o paciente tem que estar muito bem de saúde, Só "bem" não serve! Toda a parte clínica deve estar estável no período pré-operatório. A avalição clínica e pré-operatória de risco cirúrgico é mandatória nesse período.

2)    Peso ideal - Estado Nutricional adequado - deve ser realizada uma avaliação nutricional laboratorial completa e o estado nutricional deve ser excelente para a cirurgia. Os extremos de peso (abaixo do peso ou obesidade ) não são adequados para realizar qualquer cirurgia, há aumento de risco cirúrgico.



3)    O Cirurgião - a escolha do cirurgião para realizar o procedimento é fundamental. Você deve entender que a relação médico-paciente deve ser próxima e as questões do tratamento devem ser discutidas minuciosamente antes da cirurgia. Sempre opere com um cirurgião plástico da SBCP ( Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica), isso serve como um "certificado "de garantia que você  é tratado por um médico com a formação correta do cirurgião plástico que estudou e fez um treinamento exaustivo, tanto teórico quanto prático, na sua vida profissional.

4)    O Local - o ideal é realizar o procedimento cirúrgico num hospital de médio a grande porte com todo o suporte e infraestrutura necessários para operar, de preferência que haja U.T.I. no local.

5)    Fique atento - é importante realizar a profilaxia para trombose, utilizar a meia de compressão elástica associado a Compressão Intermiente de Membros (Sequell ®, Flebopresse®),  eventualmente o uso de anticoagulante injetável.

6)    Anestesia geral - a escolha da equipe de anestesia é fundamental e os cuidados de mobilização, monitorização, ventilação e cuidados clínicos na cirurgia são de responsabilidade do anestesia. Lipoaspiração na grande maioria das vezes, é sinônimo de anestesia geral.

7)    Limite da cirurgia - o limite preconizado pela SBCP é de 7% do peso corporal, esse volume é considerado seguro para que não haja uma perda sanguínea exagerada, o objetivo da cirurgia é melhora do contorno corporal nas diversas regiões do corpo, não falamos em emagrecimento mas sim em perda de medidas.

8)    Período imediato - os cuidados nos 5 primeiros dias após a cirurgia tanto do paciente assim como da família são intensos. Tanto com o uso de medicamentos prescritos assim como alimentação adequada e, principalmente, hidratação abundante.

9)    Pós-operatório - após 5 à 7 dias há melhora da fase mais aguda e assim, de mais dor. Já podem ser realizadas sessões de drenagem linfática. Toda a terapia de drenagem deve ser realizada por um profissional que vai trabalhar conjuntamente com o cirurgião e, assim, dia a dia  ajuda na conquista da sonhada cintura e melhora do contorno corporal como um todo.

10)   Expectativa -  importante que seja discutido detalhadamente a proposta de tratamento e entender qual é a real expectativa do paciente e qual é a possibilidade dessa expectativa ser alcançada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...